Portugal faz último leilão de obrigações na quarta-feira

Numa altura em que os juros da dívida portuguesa estão a tocar máximos, o IGCP vai novamente ao mercado. Anunciou um leilão de dívida a cinco anos na quarta-feira.

No meio da turbulência, Portugal volta aos mercados de dívida. A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) anunciou o lançamento de um leilão de títulos a cinco anos que será realizado na próxima quarta-feira. É o último do ano.

“O IGCP vai realizar no próximo dia 23 de novembro pelas 10h30 um leilão de obrigações do Tesouro com maturidade em 15 de abril de 2021, com um montante indicativo entre 500 milhões e 750 milhões de euros“, refere o comunicado.

Esta operação já tinha sido antecipada pelo Commerzbank. Numa nota de research, o banco de investimento reiterava a sua “visão de que poderão ser realizados dois leilões, a cinco e 10 anos, resultando na obtenção de mais mil milhões de euros”. O IGCP acabou por avançar com apenas um.

O leilão de dívida acontece numa altura em que é grande a tensão nos mercados de dívida. A taxa das obrigações do Tesouro a 10 anos voltou a agravar-se, superando os 3,8%. Chegou a um novo máximo de 10 meses nos 3,841%.

Uma escalada que preocupa o Governo. “Já tenho referido a preocupação que temos de ter com os custos de financiamento do Estado”, disse o ministro das Finanças, Mário Centeno.

Com esta emissão, e depois de ter feito o último leilão de dívida de curto prazo esta semana, o IGCP fecha o ano em termos de títulos de longo prazo. O IGCP “informa que após este leilão o programa de emissões de Obrigações do Tesouro em 2016 ficará concluído“, refere o comunicado.

(Notícia atualizada com mais informação sobre o leilão de dívida)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal faz último leilão de obrigações na quarta-feira

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião