Quais são os Porsche preferidos dos portugueses?

A Porsche está a vender mais em Portugal. Vai em mais de 400 automóveis, mas acredita que será possível fechar o ano com um novo recorde: 500. Conheça os mais vendidos.

A Porsche está a vender mais no mercado nacional. Já estão nas estradas nacionais mais de 400 automóveis da marca alemã, a que se vão juntar mais 40 a 50 comercializados no último mês. Mas quais os que mais se vendem? Esqueça o 911. Os SUV são os preferidos.

“Neste momento estamos já com 415 automóveis entregues, mais 40 a 50 vendidos em novembro. E estamos muito focados em chegar a um novo recorde que são as 500 unidades”, diz Nuno Costa, diretor de marketing da Porsche Ibérica. E grande parte destes são SUV.

Os SUV “acabam por ser quase 60% das nossas vendas. Tentamos fixar um objetivo de ter 70% e 30%, entre quatro portas e duas portas, mas os SUV estão neste momento num circulo virtuoso”, conta. Há dois: o Cayenne e o Macan, sendo este último o mais vendido.

macan

O Macan é o “best seller” com um total de 162 unidades vendidas, logo seguido do Cayenne. Já foram vendidos, este ano, 111 deste modelo que apresenta preços a partir de 85 mil euros.

No “ranking” das vendas da Porsche, o mítico 911 só aparece na terceira posição. O modelo mais conhecido da marca chegou, ainda assim, à centena de unidades vendidas em Portugal.

panamera5

Do Boxster foram vendidos 25, já do Panamera e do Cayman registaram-se vendas de apenas 10 e sete unidades, respetivamente. Porquê? “Este ano ter sido um bocado atípico porque praticamente não tivemos Panamera nem Cayman”, duas gamas que agora foram renovadas.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Quais são os Porsche preferidos dos portugueses?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião