Katainen: “Temos todos os meios para ajudar” Portugal

  • Ana Batalha Oliveira
  • 19 Junho 2017

Um dos quatro vice-presidentes da Comissão Europeia, Jyrki Katainen, declarou que a CE terá "todos os meios" à disposição de Portugal no combate durante e após a "tragédia humana" dos incêndios.

Jyrki Katainen, o vice-presidente da Comissão Europeia, apresentou as suas condolências em representação da Comissão Europeia (CE) e declarou que a CE dispõe de “todos os meios e mecanismos”, sendo que alguns já estão a ser postos em ação e outros poderão ser ativados para a recuperação.

Após apresentar as condolências ao povo português, o responsável pela pasta do Emprego, Crescimento, Investimento e Competitividade declarou em Lisboa que a Comissão tem vindo a “recolher dados a todo o momento” a partir das autoridades portuguesas para apurar as necessidades e já está a atuar. O mecanismo de Proteção Civil da União Europeia já enviou também um oficial para ajudar na coordenação para a assistência com os restantes Estados-membros.

Acrescentou ainda que a Comissão poderá disponibilizar “com certeza” fundos estruturais até 95% para quaisquer “necessidades de construção” que se verifiquem após os incêndios estarem controlados.

Jyrki Katainen na chegada a Portugal.Paula Nunes / ECO


O comissário para a ajuda humanitária e gestão de crises
, Christos Stylianides já tinha garantido esta segunda-feira que “Portugal não está sozinho nesta altura difícil.”. Na altura das declarações, três aeronaves francesas e quatro aviões de Itália e de Espanha já haviam sido enviadas em auxílio.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Katainen: “Temos todos os meios para ajudar” Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião