5 coisas que tem de saber antes de abrirem os mercados

Do arranque de uma nova emissão de OTRV aos dados do PIB da China, passando por mais negociações para o Brexit e resultados na banca nos EUA, há muito a que deve estar atento neste arranque de semana.

Os dados sobre o PIB chinês relativos ao segundo trimestre podem ser determinantes para o rumo que os mercados vão assumir no arranque da semana. Mas há muito mais temas que prometem captar o interesse dos investidores, como é o caso do arranque de mais uma ronda de negociações para o Brexit que decorre em Bruxelas. Já a nível nacional os investidores poderão estar interessados em lançar-se na corrida a mais uma emissão de dívida pública para o retalho que o IGCP começa a comercializar. Já os investidores mais madrugadores não estranhem se não conseguirem encontrar dados sobre a negociação bolsista no Japão, já que aquele mercado vai estar encerrado devido a um feriado público.

Nova emissão de obrigações para retalho já está disponível

O início da semana é marcado pelo arranque de mais uma emissão de títulos de dívida pública destinada a investidores do retalho. O Tesouro português disponibiliza um total de 500 milhões de euros em Obrigações do Tesouro de Rendimento variável (OTRV) que podem ser subscritos até ao dia 28 de julho. Trata-se da quinta emissão deste tipo de produtos, com a remuneração a ser a mais baixa de todas. Estas OTRV com maturidade em agosto de 2022 são remuneradas a uma taxa de juro bruta de 1,6%.

Crédito ao consumo a crescer. Para onde vai?

Serão conhecidos dados que permitem perceber quais os principais destinos do crédito ao consumo que está a ser concedido em Portugal, numa altura em que esta finalidade de empréstimos continua a acelerar. O Banco de Portugal vai divulgar os dados relativos a maio sobre este tipo de créditos, depois de revelar na semana passada que os bancos nacionais concederam um total de 359 milhões de euros em crédito ao consumo nesse mês.

Como vai a saúde da economia chinesa?

Esta segunda-feira são divulgados os números do crescimento da China no segundo trimestre do ano. Para além do PIB relativo a esse período, são divulgados também os dados da produção industrial e vendas a retalho, em junho. Estes dados poderão influenciar o rumo dos mercados no arranque da semana, sendo conhecidos ainda antes da abertura da negociação bolsista europeia. As estimativas da Bloomberg antecipam que o crescimento do PIB chinês tenha desacelerado no segundo trimestre deste ano em comparação com o período homólogo — de 6,9% para 6,8%. Já numa comparação em cadeia, o PIB terá crescido face ao primeiro trimestre — de 1,3% para 1,7%.

Nova ronda de negociações do Brexit

Michel Barnier, principal negociador da União Europeia para o Brexit, encontra-se com o homólogo do Reino Unido, David Davis, para uma segunda ronda de negociações sobre a saída do Reino Unido da União Europeia. O encontro que se realiza em Bruxelas acontece depois de o Reino Unido ter assumido pela primeira vez que terá de pagar para abandonar o bloco. A informação está explicitada num documento entregue no Parlamento britânico pela ministra para o Brexit, Joyce Anelay.

Resultados da banca americana em destaque

Depois dos dois gigantes da banca norte-americana — JPMorgan e Citigroup — terem divulgado as suas contas relativas ao segundo trimestre do ano na passada sexta-feira, chega a vez da maior gestora de ativos do mundo também prestar contas. A BlackRock divulga nesta segunda-feira o balanço da sua atividade no mesmo período. As estimativas da Bloomberg apontam para que no segundo trimestre a gestora tenha registado lucros de 878 milhões de dólares. Ou seja, 10% acima do registado no período homólogo.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

5 coisas que tem de saber antes de abrirem os mercados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião