Centeno e Carlos Costa vão ao Parlamento explicar possível nova injeção no Novo Banco

  • Lusa
  • 14 Março 2018

Em causa está um relatório da Comissão Europeia que dá conta de que o Estado ainda poderá injetar mais dinheiro no capital da instituição bancária.

Os deputados da Comissão de Orçamento e Finanças aprovaram, esta quarta-feira, a audição do ministro das Finanças, Mário Centeno, e do governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, sobre o Novo Banco. Em causa está um relatório da Comissão Europeia que dá conta de que o Estado ainda poderá injetar mais dinheiro no capital da instituição bancária.

As audições de Mário Centeno e de Carlos Costa requeridas pelo CDS-PP não têm ainda data marcada, apesar de terem sido pedidas com “alguma urgência”, disse à Lusa a deputada centrista Cecília Meireles.

Os democratas-cristãos requereram estas audições para, por um lado, esclarecerem a possibilidade de o Estado entrar com mais capital no Novo Banco, isto além dos 3,89 mil milhões de euros que o Fundo de Resolução bancário (na dependência do Banco de Portugal) ainda poderá injetar.

Por outro lado, o CDS-PP quer conhecer a visão do Banco de Portugal sobre a gestão do Novo Banco, depois de recentemente ter sido conhecido um relatório da Comissão Europeia (aquando da venda do Novo Banco ao fundo de investimento Lone Star) em que dizia que este mantinha ainda em 2016 práticas erradas de concessão e gestão de crédito.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Centeno e Carlos Costa vão ao Parlamento explicar possível nova injeção no Novo Banco

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião