Dados positivos do emprego nos EUA animam Wall Street

O número de pedidos para subsídio de desemprego nos EUA caiu, acabando por animar os investidores em Wall Street, embora estejam reticentes quanto a uma possível guerra comercial.

As principais bolsas norte-americanas abriram em alta esta quinta-feira, impulsionadas pelos dados económicos dos EUA, que revelaram menos pedidos de subsídio de desemprego. Wall Street recuperou das perdas recentes. Ainda assim, os receios relativos a uma possível guerra comercial entre os EUA e a China, causada pelas taxas aduaneiras que Trump quer impor, têm deixado os investidores um pouco reticentes e atentos a esses dados económicos.

Na abertura desta sessão, o industrial Dow Jones está a valorizar ligeiros 0,10% para os 2.478,6 pontos, o tecnológico Nasdaq recua ligeiramente 0,02% para os 7.495,16 pontos, depois de ter aberto nos ganhos, e o principal índice de referência, S&P 500 valoriza 0,096% para os 2.752,11 pontos.

De acordo com a Reuters, os investidores estão um pouco reticentes quanto à possibilidade de uma guerra comercial entre os EUA e a China, devido à intenção de Donald Trump em aplicar taxas aduaneiras na ordem dos 60 mil milhões de dólares sobre as importações chinesas.

“Há dois motivos específicos para estes medos estarem a atingir os mercados”, explica Tom Essaye, fundador do The Sevens Report. “Primeiro, a administração de Trump está especificamente a violar a propriedade intelectual do Governo chinês, uma prática que a maioria dos analistas independentes admite que é abusiva”, acrescenta. “Segundo, a lei pela qual a administração de Trump está a conduzir a investigação, dá ao presidente uma autoridade ampla e praticamente incontestável para assumir ações de retaliação“.

A Reuters refere ainda os dados sobre o número de pedidos de subsídio de desemprego, que caiu na semana passada. De acordo com as informações do Departamento do Trabalho reveladas esta quinta-feira, deram entrada 226 mil pedidos, menos 4.000 do que na semana passada.

Comentários ({{ total }})

Dados positivos do emprego nos EUA animam Wall Street

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião