Oposição prepara lista para concorrer contra Tomás Correia

  • ECO
  • 10 Abril 2018

Listas derrotadas nas últimas eleições preparam uma lista única que seja capaz de afastar Tomás Correia da liderança da Associação Mutualista Montepio em dezembro.

As listas que perderam as últimas eleições para Tomás Correia para a liderança da Associação Mutualista Montepio Geral estão a preparar uma solução alternativa única para derrotar o atual presidente da instituição nas próximas eleições.

Segundo o Público (acesso pago), foram mantidos contactos nas últimas semanas entre vários dirigentes de listas adversárias a Tomás Correia. O objetivo é criar uma plataforma comum credível e capaz de bater Tomás Correia nas eleições que deverão acontecer em dezembro deste ano. Esta plataforma espera vir a incluir dissidentes da atual equipa de gestão.

Nas últimas eleições, realizadas em 2015, Tomás Correia foi eleito presidente com 61% dos 57.800 associados que foram votar — isto de um universo de cerca de 630 mil associados.

São várias as personalidades que estão a impulsionar este movimento de vários quadrantes políticos e que pertenciam a listas foram derrotadas há três anos. Entre elas estão António Godinho (ex-trabalhador do Montepio) e António Bagão Félix (ex-ministro CDS-PP), que concorreram na lista “Renovar Montepio”; Eugénio Rosa (economista ligado ao PCP), que concorreu através do “Defender o mutualismo”; Manuel Rogério (representante dos trabalhadores), que concorreu ao conselho geral.

Nas últimas semanas subiu de tom o desagrado com aquilo que tem sido a gestão de Tomás Correia à frente da Associação Mutualista, que deixou de estar isenta de IRC para poder beneficiar de créditos fiscais. Foi esta borla contabilística que permitiu que fossem gerados mais de 800 milhões de euros em ativos por impostos diferidos e que retiraram a mutualista de um buraco de 250 milhões de euros em capitais próprios negativos.

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Oposição prepara lista para concorrer contra Tomás Correia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião