Desemprego em março abaixo das 400 mil pessoas pela primeira vez em dez anos

O número de desempregados no mês de março caiu 2,8% para 393,3 mil pessoas, um número que, pela primeira vez em dez anos, ficou abaixo dos 400 mil.

O desemprego caiu 16,6% em março, face ao mesmo mês do ano anterior, com menos 78,1 mil pessoas nesta situação. O número fixou-se então nos 393,3 mil desempregados, valor abaixo dos 400 mil pela primeira vez numa década. O desemprego jovem caiu 23,6%, para 42,3 mil.

De acordo com os dados revelados esta quinta-feira pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), os centros de emprego contabilizavam 393.335 desempregados inscritos no final de março. Comparando com o mês homólogo, a diminuição foi de 16,6%, com menos 78.139 pessoas inscritas. Em termos mensais, está em causa um recuo de 2,8% (11,3 mil pessoas).

Para a melhoria face ao ano passado contribuíram “todos os grupos, com destaque para os homens (com uma redução de 19,1%), os adultos com idades iguais ou superiores a 25 anos (menos 15,6%), os inscritos há um ano ou mais (menos 17,4%), os que procuravam um novo emprego (queda de 16,3%) e os que possuem como habilitação escolar o ensino secundário (menos 15,3%)”, segundo o IEFP.

O desemprego jovem também registou descidas, neste caso de 6,2% face ao mês de fevereiro, para as 42,3 mil pessoas, e de 23,6% face ao mês homólogo. Esta faixa etária representa 10,7% do total.

O desemprego de longa duração baixou para as 188,4 mil pessoas, com uma diminuição de 0,9% face ao mês de fevereiro e de 17,4% face a março do ano passado. Este tem um peso de 47,9% no total de inscritos.

A nível regional, em relação a março do ano passado, o desemprego diminuiu em todas as regiões, com destaque para o Algarve, que teve a descida percentual mais acentuada (19,7%), à frente de Lisboa e Vale do Tejo, com uma queda de 17,6%.

Olhando só para o mês de março, os centros de emprego receberam a inscrição de 42.650 pessoas, menos 8.198 do que no mesmo mês do ano anterior, mas mais 1.434 pessoas do que em fevereiro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Desemprego em março abaixo das 400 mil pessoas pela primeira vez em dez anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião