Governo lança linha de financiamento do BEI de 250 milhões para autarquias

  • Juliana Nogueira Santos
  • 15 Junho 2018

A nova linha de financiamento é dedicada ao investimento de autarquias previsto no âmbito do Portugal 2020.

O Governo apresentou esta segunda-feira uma nova linha de financiamento do Banco Europeu de Investimento (BEI), no valor de 250 milhões de euros, dedicada ao investimento de autarquias previsto no âmbito do Portugal 2020.

“Esta linha, de 250 milhões de euros, destina-se apoiar o financiamento da contrapartida nacional de operações de investimento aprovadas no âmbito do Portugal 2020, promovidas pelas autarquias locais e suas associações, entidades intermunicipais e empresas do setor local”, afirma o Ministério das Finanças em comunicado.

Será dada a prioridade aos pequenos e médios projetos de valor a 50 milhões de euros, segundo o Governo. Sendo que o montante mínimo do empréstimo será de dez mil euros, com os municípios a beneficiarem de taxas de juro mais atrativas e de maturidades de empréstimos que podem ir até aos 20 anos.

Na sessão de apresentação, o ministro das Finanças, Mário Centeno, referiu que “o lançamento da primeira parcela desta linha de crédito de 750 milhões de euros contribuirá para um aumento significativo do investimento a curto e médio prazo e apoiará a criação de emprego e o crescimento económico“.

Estes fundos destinam-se a financiar investimentos mais direcionados na inovação e investigação, educação, desenvolvimento de negócios, saúde, eficiência energética e energias renováveis, melhoria do abastecimento de água, renovação urbana integrada, cobertura de banda larga e e-gov.

(Notícia atualizada às 13h12)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Governo lança linha de financiamento do BEI de 250 milhões para autarquias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião