PSI-20 dividido fica no verde com os CTT

  • Marta Santos Silva
  • 8 Agosto 2018

Os ganhos da empresa de correios, acompanhados de um salto da Jerónimo Martins, ajudaram a bolsa lisboeta a terminar a sessão com sinal positivo, apesar das perdas da EDP e da Mota Engil.

A bolsa de Lisboa teve uma sessão dividida esta quarta-feira, com algumas das cotadas pesadamente castigadas enquanto outras valorizaram significativamente. O resultado? O índice de referência nacional PSI-20 valorizou 0,09% esta sessão, em parte graças aos CTT e à Jerónimo Martins, apesar das perdas de algumas das principais empresas.

Os CTT valorizaram mais de 3% para chegar aos 3,18 euros por ação, ganhos que ultrapassam largamente os da última sessão, na qual os CTT foram, também, uma das poucas cotadas a ficar no verde. Além da empresa liderada por Francisco Lacerda, também os ganhos da Jerónimo Martins — 1,23% para os 13,125 euros — são assinaláveis ao ajudarem o índice bolsista a ficar positivo.

Enquanto empresas incluindo a EDP e a REN ficaram completamente neutras esta sessão, houve perdas significativas entre outras energéticas. A EDP perdeu 0,92%, ficando a valer 3,462 euros por ação, e a Galp, que na segunda-feira registou máximos de dez anos, continuou a corrigir esse disparo com uma pequena queda de 0,11%, para os 17,895 euros.

O derrapar destas energéticas coincide com uma sessão mais negativa para o petróleo. O barril de Brent, negociado em Londres, caía à hora de fecho da bolsa portuguesa 3,55% para os 72 dólares, enquanto o WTI, negociado em Nova Iorque, perdia 3,87% para os 66,54 dólares.

Na Europa, a sessão foi mista: o indicador europeu Stoxx 600 ficou ligeiramente abaixo da linha de água, com perdas de 0,23% para os 389,58 pontos, com a bolsa de Londres no verde mas Paris e Madrid no vermelho.

Comentários ({{ total }})

PSI-20 dividido fica no verde com os CTT

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião