Ex-presidente da TAP arguido por suspeitas no negócio da VEM

  • ECO
  • 23 Setembro 2018

O antigo presidente da companhia aérea foi constituído arguido no âmbito da investigação levada a cabo pela Polícia Judiciária à compra da Varig Engenharia e Manutenção (VEM),

Fernando Pinto foi constituído arguido no âmbito da investigação levada a cabo pela Polícia Judiciária à compra da Varig Engenharia e Manutenção (VEM), conta o Público (acesso condicionado). O antigo presidente da TAP, atualmente consultor, é suspeito de gestão danosa.

O diário conta que o inquérito, que teve origem numa denúncia anónima feita já no final de 2010, está a cargo do Departamento Central de Investigação e Ação Penal.

Além de Fernando Pinto, há mais cinco gestores que fizeram parte do conselho de administração executivo da empresa que também foram constituídos arguidos pela mesma razão: suspeitas, além da gestão danosa, de que os administradores teriam lucrado de forma ilícita com o negócio. Os investigadores, diz o Público, não encontraram indícios de corrupção nem de branqueamento de capitais.

Questionado sobre este caso, Fernando Pinto diz que já deu “todas as explicações que me foram solicitadas pela investigação e creio que os factos em causa estão totalmente esclarecidos”. E que aguardará “serenamente pelo desfecho do inquérito, com total confiança de que será tomada a justa decisão”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ex-presidente da TAP arguido por suspeitas no negócio da VEM

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião