Casas de pobres da Igreja pagam imposto de luxo

  • ECO
  • 22 Outubro 2018

Depois de tributada com o imposto municipal sobre imóveis (IMI), a paróquia de Paço de Sousa foi agora sujeita ao adicional do imposto.

Depois de ter sido tributada com o imposto municipal sobre imóveis (IMI), a paróquia de Paço de Sousa, em Penafiel, foi agora sujeita ao adicional do imposto, avança esta manhã o Jornal de Notícias (acesso pago).

Para chegar aos 600 euros — o valor mínimo para a aplicação do imposto Mortágua –, o Fisco somou o valor das 12 casas de habitação social, construídas pelo padre Américo, às salas de catequese e à casa paroquial. Tanto uma como outra estão, no entanto, isentas de IMI.

A Paróquia de Penafiel, que gere a obra do padre Américo, chegou, ainda, a ver a sua conta bancária penhorada.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Casas de pobres da Igreja pagam imposto de luxo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião