PREVPAP: Comissões já deram parecer favorável a 13.594 pedidos de trabalhadores

  • Lusa
  • 23 Outubro 2018

No debate de apresentação da proposta do Orçamento do Estado para 2019, Centeno aproveitou para reforçou que 13.594 pedidos de trabalhadores precários já receberam 'luz verde' das comissões.

O ministro das Finanças, Mário Centeno, reafirmou, esta terça-feira, no parlamento que as comissões de avaliação do Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos Precários do Estado (PREVPAP) já deram parecer favorável a 13.594 pedidos de trabalhadores.

Durante a apresentação da proposta de Orçamento do Estado para 2019 na comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa, em resposta à deputada do PCP, Rita Rato, Mário Centeno recordou o último balanço do PREVPAP.

Segundo disse, de 33.478 processos analisados, 13.594 já obtiveram pareceres favoráveis das comissões de avaliação bipartida e 11.712 já foram homologados. O ministro explicou que os pareceres desfavoráveis devem-se sobretudo ao facto de os trabalhadores já terem “contratos permanentes”.

Questionado sobre aumentos salariais na administração pública, Mário Centeno voltou a sublinhar que “já há uma valorização muito significativa no Orçamento do Estado e ela deve ser reconhecida” acrescentando que a valorização salarial “tem muitas facetas” e que o tema está em negociação com os sindicatos.

“Foi muito clara a prioridade que demos”, respondeu Mário Centeno, adiantando as medidas já tomadas como o fim dos cortes salariais ou o descongelamento de carreiras.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

PREVPAP: Comissões já deram parecer favorável a 13.594 pedidos de trabalhadores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião