Moradores de Lisboa e Porto gastam mais de uma hora por dia em deslocações

O trabalho motiva a maioria das deslocações, cerca de 30% do total em ambas as cidades, e o carro foi o principal meio de transporte de eleição da população.

Quem mora em Lisboa e no Porto passa mais de uma hora por dia em deslocações, que são efetuadas principalmente de carro, sem mais do que uma pessoa a acompanhar, a caminho e de regresso do trabalho. Este foi o retrato mais comum de se observar nas áreas metropolitanas do país, no ano que passou.

Foram realizadas cerca de 3,4 milhões de deslocações por dia na área metropolitana do Porto (AMP), e 5,4 milhões na área metropolitana de Lisboa (AML), em 2017, segundo revelam os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). Na capital, foi na Amadora e em Odivelas que se concentrou mais população móvel, e nos municípios do Porto e Matosinhos na invicta.

O trabalho motivou a maioria das deslocações, cerca de 30% do total em ambas as cidades, mas a necessidade de ir às compras também moveu muitos habitantes. O acompanhamento de familiares, incluindo de crianças a ir e a voltar da escola, também se destacou, estando na origem de 15% das deslocações.

O carro foi o meio de transporte de eleição para a maioria da população, sendo escolhido para 67,6% das deslocações no Porto, e 58,9% daquelas em Lisboa. O automóvel terá sido preenchido com frequência apenas pelo condutor, já que a taxa de ocupação média não chegou às duas pessoas em nenhuma das zonas.

Cerca de metade dos agregados familiares que se deslocaram de transportes públicos na AMP registaram gastos mensais de 30 ou mais euros, percentagem que sobe para 69,9% na AML. Para aqueles que tinham disponíveis veículos motorizados, as principais despesas foram com estacionamento e portagens.

Quanto tempo passa “a caminho”?

Os residentes nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto fizeram em média 2,60 e 2,72 deslocações por dia, cada uma com uma duração média de 24,5 e 22 minutos, de acordo com o Inquérito à Mobilidade de 2017.

Já quando se considera o subconjunto de deslocações, a média do tempo que se passou “a caminho” de algum lado é superior a uma hora. Aqueles que moram na capital despenderam 72,5 minutos por dia em transportes, e os moradores da invicta gastaram 66,8 minutos por dia em deslocações.

“A duração média das deslocações não variou de forma significativa consoante o motivo, contudo, as deslocações por motivo de trabalho foram ligeiramente superiores (23,8 minutos na AMP e 29,5 minutos na AML) às deslocações para estudar (respetivamente 22,6 minutos e 23,6 minutos)”, aponta o INE.

As pessoas deslocaram-se com mais frequência durante o fim de semana no Porto do que na capital, enquanto em Lisboa os dias da semana trouxeram mais movimentação às estradas do que a cidade nortenha.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Moradores de Lisboa e Porto gastam mais de uma hora por dia em deslocações

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião