Penha Longa vendido ao Marriott por 100 milhões

  • ECO
  • 30 Novembro 2018

Palco do encontro anual do Banco Central Europeu, o hotel, nas mãos do Deutsche Bank, vai ser vendido a uma "joint-venture" formada pela Carlyle e o Marriott.

Um dos hotéis mais exclusivos do país vai, em breve, ter novo dono. O Penha Longa Resort, detido pelo Deutsche Bank, vai ser vendido a uma “joint-venture” formada pelo grupo de capital de risco Carlyle e pelo grupo hoteleiro Marriott International.

De acordo com o Jornal de Negócios (acesso pago), o negócio, que conta com a assessoria da CBRE, deverá ficar concluído “muito brevemente”. A operação, que já foi comunicada à Comissão Europeia, deverá ser fechada por um valor “em torno dos 100 milhões de euros”.

O resort foi adquirido pelo Deutsche Bank España, a Espart, braço imobiliário do Grupo Espírito Santo (GES), e pela espanhola Metrópolis, em 2003, por uma soma e 50 milhões de euros. 15 anos depois, este hotel com 194 quartos, é vendido pelo dobro.

O Penha Longa acolhe, desde 2014, o encontro anual do Banco Central Europeu, tendo este ano contado com a presença dos presidentes do BCE, Mario Draghi, e da Reserva Federal norte-americana (Fed), Jerome Powell.

Comentários ({{ total }})

Penha Longa vendido ao Marriott por 100 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião