Antigo Presidente dos Estados Unidos George H.W. Bush morre aos 94 anos

  • Lusa
  • 1 Dezembro 2018

O antigo Presidente dos Estados Unidos George H.W. Bush morreu aos 94, disse na sexta-feira o porta-voz da família, Jim McGrath.

Bush morreu pouco depois das dez horas da noite (04:00 em Lisboa) de sexta-feira, cerca de oito meses após a morte de sua esposa, Barbara Bush.

O 41.º Presidente dos Estados Unidos serviu de 1989 a 1993 e oito anos depois assistiu à tomada de posse do seu filho George W. Bush, que se tornou o 43.º Presidente.

George H.W. Bush viu sua popularidade aumentar no período da Guerra do Golfo em 1991, mas esse capital desapareceu num período de recessão breve, mas profunda. O republicano acabou por ser derrotado pelo democrata Bill Clinton, quando procurava assegurar um segundo mandato.

Bush também foi um herói da Segunda Guerra Mundial, congressista do Texas, diretor da CIA e vice-presidente de Ronald Reagan.

Apenas um outro Presidente norte-americano, John Adams, teve um filho que também se tornou presidente.

Bush tinha sido internado no hospital com uma infeção no sangue em 23 de abril, um dia após o funeral da ex-primeira dama, tendo ali permanecido durante 13 dias. Voltou a ser hospitalizado em maio, indicando pressão baixa e fadiga uma semana depois de chegar ao Maine para passar o verão.

Acabou por ter alta alguns dias depois e comemorou seu aniversário em 12 de junho – fazendo história, ao tornar-se o primeiro ex-Presidente a atingir a idade de 94 anos.

Bush era o patriarca de uma dinastia política que inclui o filho George W. Bush, que foi também Presidente, outro como governador, John Ellis Bush (que chegou a ser candidato nas primárias republicanas à presidência dos EUA) e um neto que atualmente ocupa um cargo estadual no Texas.

Trump sublinha “liderança inabalável”

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, saudou hoje a “liderança inabalável” do seu antecessor George Bush, que morreu na sexta-feira em Houston aos 94 anos.

“Através de sua autenticidade, do seu espírito e compromisso inabalável com a fé, a família e o seu país, o Presidente Bush inspirou gerações de cidadãos norte-americanos“, afirmou Trump através de um comunicado divulgado a partir de Buenos Aires, onde participa na cimeira do G20.

Obama lamenta perda de “humilde servidor” dos EUA

“A América perdeu um patriota e um humilde servidor”, disse hoje o ex-Presidente dos Estados Unidos Barack Obama, referindo-se à morte do seu antecessor George Bush.

As palavras de Barak Obama sublinhavam a contribuição de Bush para “reduzir o flagelo das armas nucleares e para formar uma ampla coligação internacional para expulsar um ditador do Kuwait“.

Obama acrescentou que a diplomacia de George Bush ajudou a “terminar com a Guerra Fria sem se disparar um tiro”.

Marcelo lembra “bravura”

O Presidente da República lamentou, este sábado, a morte do antigo Presidente norte-americano George Bush, lembrando a “bravura” e a “solidez de carácter” do antigo oficial da marinha.

Numa mensagem de condolências enviada à família do antigo Presidente dos EUA e disponível na página eletrónica da Presidência, Marcelo Rebelo de Sousa “lembrou a bravura do antigo oficial da Marinha e também a solidez de caráter do antigo Presidente norte-americano, que se traduziu numa maneira determinada de fazer política, sem nunca perder o respeito por quem defendia ideias diferentes”.

Em relação a Portugal, sublinhou que enquanto Presidente, “George Bush demonstrou respeito e admiração pelo povo português, bem como conhecimento da História de Portugal, país que considerava ser um aliado próximo e amigo dos EUA”.

Guterres recorda trabalho “com compaixão”

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres lembra o trabalho “com compaixão” no âmbito das Nações Unidas, de George H.W. Bush. Na sua conta na plataforma Twitter, Guterres escreveu: “Começo com a sua posição como representante permanente nas Nações Unidas em 1971 e continuando com sua nomeação como enviado especial do secretário-geral da ONU para o desastre causado pelo terremoto no sul da Ásia em 2005, George H. W. Bush trabalhou produtivamente com e através das Nações Unidas”.

“Fiquei consistentemente impressionado com sua compaixão, seu instinto de moderação e compromisso com o serviço público“, remata o responsável.

Também a diretora-geral do fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, manifestou na mesma rede social o seu pesar pela morte do ex-Presidente dos Estados Unidos. “Esta manhã, a América e o mundo perderam um estadista icónico. Como congressista, embaixador, vice-presidente e Presidente, George H.W. Bush acreditava profundamente no poder da cooperação internacional”, escreveu Lagarde.

“O arco de sua carreira, da Segunda Guerra à Presidência, ajudou a ultrapassar divisões até ao fim da “Guerra fria”. A sua vida é uma referência poderosa e oportuna do que pode ser alcançado quando as nações trabalham juntas”. A advogada francesa acrescenta ainda: “As minhas condolências pessoais e sinceras a toda a família Bush “.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Antigo Presidente dos Estados Unidos George H.W. Bush morre aos 94 anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião