Falha na app da EMEL dá milhares de euros aos utilizadores

Um "problema técnico" fez com que as contas de cerca de 14 mil utilizadores da aplicação de estacionamento da EMEL tenham recebido créditos indevidos.

Um problema informático levou a que cerca de 100 mil euros em créditos indevidos tenham sido depositados nas contas de 14 mil utilizadores da aplicação de estacionamento da EMEL, confirmou ao ECO fonte oficial da empresa. Isto depois de alguns clientes, ao acederem à aplicação, a ePark, reportarem ter mais saldo para estacionamento do que o suposto.

A notícia foi avançada pelo Observador, que deu conta desta falha. Ao ECO, fonte oficial da EMEL explicou que a origem do problema está numa “questão técnica” da responsabilidade da empresa que o software da aplicação. Ao correr um algoritmo para acertar os saldos dos utilizadores — um procedimento habitual –, verificou-se um “bug inesperado” em que foram creditados valores indevidos nas contas de milhares de utilizadores.

Segundo a mesma fonte, se os utilizadores usarem o crédito indevido, quando a normalidade for restabelecida, o montante poderá ficar em dívida. A empresa espera ter o problema resolvido até ao final desta terça-feira. A EMEL garante que apenas foram creditados valores indevidos e que em nenhum caso foram cobrados valores indevidos aos clientes.

Segundo o Observador, a falha não está relacionada com a campanha de Natal “#Bem_Estacionados”, através da qual a EMEL ofereceu 20 mil vouchers de cinco euros na aplicação ePark a utilizadores que não tenham cometido “nenhuma infração de estacionamento durante 2018”.

(Notícia atualizada pela última vez às 16h00)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Falha na app da EMEL dá milhares de euros aos utilizadores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião