Brexit. Trabalhistas propõem voto no parlamento para um segundo referendo

  • ECO
  • 22 Janeiro 2019

Apesar de não se querer comprometer com um outro referendo, o partido liderado por Corbyn defende formalmente que este seja debatido como alternativa ao plano de May.

O partido trabalhista britânico avançou com uma emenda ao plano de May para o Brexit, em que defende a realização de uma nova consulta ao parlamento britânico de modo a realizar um segundo referendo à saída do Reino Unido da União Europeia.

Segundo o The Guardian, esta terça-feira, esta é a primeira vez que os trabalhistas pedem aos deputados que considerem formalmente uma segunda sondagem. O texto, segundo o jornal, está escrito com “pinças” de modo a não comprometer a liderança do partido no apoio ao referendo, caso essa votação venha a ocorrer.

Na proposta, Jeremy Corbyn, pede ao governo de May, que coloque em votação duas propostas: o seu plano alternativo ao Brexit, outra, a realização de um referendo sobre um acordo ou proposta apoiada pela maioria do parlamento.

Esta posição dos trabalhistas acontece numa altura em que a liderança do partido tenta conciliar as divisões entre Jeremy Corbyn e alguns dos seus aliados mais próximos que são céticos sobre um segundo referendo.

O plano alternativo dos trabalhistas ao Brexit propõe que o Reino Unido permaneça numa união aduaneira com a União Europeia após a saída da UE e tenha uma forte relação com o mercado único. Os direitos dos cidadãos e os padrões do consumidor seriam harmonizados com a União Europeia.

Para Corbyn esta emenda “permitirá que os deputados votem em opções para acabar com este impasse do Brexit e evitar o caos de um não acordo”.

Comentários ({{ total }})

Brexit. Trabalhistas propõem voto no parlamento para um segundo referendo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião