Carros poluentes, a gasóleo e com mais de 15 anos. Este é o retrato da frota do Estado

  • ECO
  • 2 Fevereiro 2019

Na frota do Estado, só existe um veículo a gás. Cerca de 17 automóveis são híbridos e 55 são elétricos. A grande maioria é, contudo, a gasóleo e já tem mais de 15 anos.

Entre as viaturas da administração direta e indireta do Estado, incluindo gabinetes ministeriais, só existe um veículo a gás. Cerca de 17 automóveis são híbridos e 55 são movidos a eletricidade. Ainda assim, a grande maioria da frota (73%) é a gasóleo. Este é o exemplo dado pelo Estado, segundo os dados oficiais do mais recente relatório do Parque de Viaturas do Estado (PVE), realizado pelo Ministério das Finanças em dezembro de 2017.

De acordo com o Público (acesso pago), a idade médias das viaturas também tem vindo a aumentar ao longo dos anos. Se, em 2010, a média era de 12 anos, em 2017 subiu para 15,3 anos, sendo que apenas 11% dos automóveis do PVE têm menos de quatro anos.

Além do aumento da idade média dos veículos, Francisco Ferreira, presidente da associação ambientalista Zero, destaca o facto de o Governo não ter cumprido o despacho de 2014, que fixa as quotas de emissões de CO2 dos veículos a adquirir. O que aconteceu foi que o Estado comprou ou alugou menos carros ecológicos do que aquilo que era suposto. Em vez deste tipo de automóveis, privilegiou os carros mais poluentes.

“Há alguns sinais preocupantes”, diz Francisco Pereira. Cerca de 39% das 277 aquisições ao longo de 2017 foram de veículos poluentes, quando o permitido — para este tipo e automóvel — era de apenas 5%.

Além disso, de um total de 25.640 veículos, em que 40% pertencem às forças de segurança, apenas 1.432 se inserem nos segmentos A, B e C. Quer isto dizer que “mais de 90% são altamente poluentes”, refere João Branco, presidente da Quercus. “É revelador de que não tem sido dada muita atenção às questões ambientais. Já há híbridos há muitos anos e o Estado tem apenas 17, sendo que todos os anos há compra de carros e abatimentos. Por outro lado, a idade média de praticamente 16 anos por veículo significa que emite muito mais CO2 do que um carro atual”, acrescenta o presidente da Quercus.

O jornal Público questionou o Ministério do Ambiente, liderado por Matos Fernandes, mas não obteve qualquer comentário sobre a violação das metas estabelecidas pelo anterior Governo de Pedro Passos Coelho.

Comentários ({{ total }})

Carros poluentes, a gasóleo e com mais de 15 anos. Este é o retrato da frota do Estado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião