Wall Street fecha misto com incerteza comercial. Dólar tem maior rally em três anos

Tanto Pequim como Washington expressaram otimismo sobre as negociações comerciais entre as duas maiores economias do mundo. As perspetivas de desaceleração dos lucros penaliza as bolsas.

Wall Street encerrou entre ganhos e perdas ligeiras, apesar do forte arranque da sessão. O entusiasmo dos investidores em relação às negociações comerciais entre EUA e China acabaram por ser ofuscadas pelas preocupações sobre o impasse no Congresso. Por outro lado, o dólar segue em alta e regista já o rally mais longo em três anos.

Tanto Pequim como Washington expressaram otimismo sobre as negociações comerciais entre as duas maiores economias do mundo, apesar de uma missão da Marinha norte-americana no mar do sul da China ter gerado desagrado no país liderado por Xi Jinping. Em Washington, os líderes do Congresso tentaram chegar a um acordo sobre o financiamento da segurança na fronteira entre os EUA e o México para evitar outra paralisação do Governo, mas ainda não são conhecidas conclusões.

A época de resultados das empresas norte-americana está também próxima do fim. Dois terços das empresas do S&P 500 já reportaram contas ao mercado e, até agora, 71,2% registaram lucros acima do esperado, de acordo com dados compilados pela Reuters. Os analistas veem um crescimento nos lucros do quarto trimestre de 16,5%. No entanto, os resultados líquidos positivos deverão recuar 0,2% no primeiro trimestre, o que representaria a primeira contração desde o segundo trimestre de 2016.

“O crescimento mais lento é uma preocupação”, afirmou Bucky Hellwig, vice-presidente sénior da gestora BB&T Wealth Management, à Reuters. “Não é algo que esteja a causar a saída dos investidores, mas está a manter alguns compradores à margem. As estimativas de lucros do primeiro trimestre caíram e isso causa receios de uma potencial recessão nos lucros”, acrescentou Hellwig.

Face a este cenário, o índice industrial Dow Jones perdeu 0,21% para 25.053,11 pontos. Por outro lado, o financeiro S&P 500 subiu 0,07% para 2.709,80 pontos. Por outro lado, o tecnológico Nasdaq ganhou 0,13% para 7.307,91 pontos.

No mercado cambial, o dólar avança pela oitava sessão consecutiva. O maior rally em três anos dura desde a última reunião da Reserva Federal norte-americana, em que o presidente Jerome Powell afirmou que o banco central será “paciente” na avaliação das condições económicas antes de decidir uma nova alteração nas taxas de juro de referência no país. A divisa norte-americana apreciou-se 0,42% contra o euro, para 1,1276 dólares.

Comentários ({{ total }})

Wall Street fecha misto com incerteza comercial. Dólar tem maior rally em três anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião