Wall Street recua após feriado. EUA e China voltam a negociar

As bolsas norte-americanas abriram em baixa num dia em que os EUA e a China voltam a negociar para travar a guerra comercial entre os dois países. Investidores aguardam novidades.

As bolsas norte-americanas retomaram as negociações após o feriado e abriram em baixa, interrompendo os ganhos acima de 1% registados na passada sexta-feira. As atenções dos investidores voltam a estar centradas no retomar das negociações entre EUA e China, em Washington, enquanto esperam novidades que possam apontar para tréguas comerciais entre as duas maiores economias do mundo.

O S&P 500 cai 0,27%, para 2.768,06 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq recuou 0,28%, para 7.451,43 pontos. O industrial Dow Jones desvaloriza 0,17%, para 25.839,05 pontos, numa sessão em que o preço do petróleo cai 0,47%. O barril de WTI para entrega em março negoceia a 55,4 dólares em Nova Iorque.

As perdas em Wall Street estão a ser ditadas por quedas no valor de grandes empresas mais sensíveis às questões comerciais. A fabricante Boeing perde 0,23%, para 417,02 dólares por ação. Já a Caterpillar perde 0,31%, para 135,78 dólares cada título.

Dados pouco animadores do comércio mundial também patrocinam as quedas nas ações das cotadas norte-americanas. Segundo a Reuters, a Organização Mundial do Comércio (OMC) divulgou uma previsão trimestral do comércio mundial de mercadorias, cujo registo caiu para mínimos de nove anos, motivando receios de que a economia global possa abrandar caso as tensões comerciais continuem.

A cadeia retalhista Walmart está a travar as perdas na bolsa de Nova Iorque. A companhia soma 3,21%, para 103,2 dólares, depois de ter apresentado vendas superiores ao antecipado pelos analistas.

Comentários ({{ total }})

Wall Street recua após feriado. EUA e China voltam a negociar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião