Cimeira falhada penaliza Wall Street

Economia americana apresentou-se em melhor forma do que era esperado no final do ano passado. Mas isso não ajudou os investidores a esquecer o falhanço da cimeira Trump-Kim Jon un.

Wall Street não foi muito longo com os dados positivos sobre a economia norte-americana. Ainda que o abrandamento económico tenha sido mais ligeiro do que o esperado, as bolsas do outro lado do Atlântico não resistiram ao sentimento negativo que se adensou depois do fim abrupto da reunião entre Donald Trump e Kim Jong Un, no Vietname.

Neste cenário, o índice de referência mundial, o S&P 500, fechou esta quinta-feira em baixa de 0,28% para 2.784,8 pontos. Também o industrial Dow Jones e o tecnológico Nasdaq recuaram ambos 0,27%.

O presidente americano disse esta manhã que teve de abandonar o encontro com o líder norte-coreano por causa das exigências incompatíveis da proposta de Pyongyang para que os EUA levantassem as sanções àquele país.

Numa nota mais positiva, o Departamento do Comércio dos EUA disse que a economia falhou a meta de crescimento de 3%, mas por pouco, graças a um final de ano mais positivo do que aquilo que os analistas esperavam. A economia cresceu 2,6% no último trimestre do ano, enquanto a pool de estimativas apontava para uma subida de 2,3% do PIB.

Comentários ({{ total }})

Cimeira falhada penaliza Wall Street

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião