EDP segura Lisboa em dia de ganhos na Europa

A EDP está a valorizar depois de confirmar que vai propor a venda de ativos e novos investimentos em renováveis. Ganhos na elétrica seguram Lisboa, num de subidas na Europa.

É dia de ganhos nas principais praças europeias, mas a valorização é tímida em Lisboa. O índice português avança com dificuldade, numa sessão suportada nos ganhos da EDP e da Nos, mas penalizada por quedas expressivas na EDP Renováveis e na Galp Energia.

O Stoxx 600 avança 0,11%, enquanto os índices alemão e francês somam 0,38% e 0,43%, respetivamente. Em Portugal, os ganhos não chegam a uma décima: o PSI-20 sobe 0,06%, para 5.184,35 pontos, suportado na valorização das ações da EDP. As ações da empresa sobem 0,81%, para 3,256 euros.

A administração liderada por António Mexia vai mesmo propor novos investimentos no setor da energia renovável e um plano de venda de ativos, indicou num comunicado que confirmou as informações avançadas em primeira mão pela Reuters e pelo ECO Insider.

São medidas que vão ao encontro das propostas do fundo Elliott Management, do investidor ativista Paul Singer, que detém 2,29% da elétrica desde outubro. Mais detalhes sobre o plano vão ser conhecidos esta terça-feira, dia em que a empresa apresenta os resultados de 2018 (antes da abertura das bolsas).

A Nos é outra empresa em destaque. Está a valorizar mais de 1%, depois de ter revelado na sexta-feira que os lucros relativos ao ano de 2018 cresceram 15%, para 141,4 milhões de euros. As ações da empresa de telecomunicações, liderada por Miguel Almeida, são as que registam o melhor desempenho no PSI-20 esta segunda-feira. Seguem a cotar em 5,42 euros, com a proposta de subida do dividendo para 35 cêntimos por ação.

Apesar da valorização na EDP, o sentimento positivo não se encontra noutras cotadas do mesmo setor. A Galp Energia perde 1,80%, para 14,145 euros cada título, mesmo perante a recuperação dos preços do petróleo que se verifica nos mercados internacionais. O Brent, referência para as importações nacionais, está a somar 0,81%. O barril negoceia a 66,27 dólares.

Ao mesmo tempo, a EDP Renováveis também penaliza o índice, recuando 0,23%, para 8,50 euros. Na banca, o BCP, que arrancou a sessão a valorizar, inverteu a tendência e perde 0,22%, com os títulos a cotarem em 22,7 cêntimos.

(Notícia atualizada pela última vez às 9h47)

Comentários ({{ total }})

EDP segura Lisboa em dia de ganhos na Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião