Familygate: Costa manda fazer diagnóstico aos gabinetes para apurar outros casos

  • ECO
  • 4 Abril 2019

Não é a primeira vez que Costa dá uma ordem deste género. Há cerca de dois anos o diagnóstico foi aos currículos, dada a polémica sobre os falsos dados curriculares nos gabinetes ministeriais.

Há pouco mais de dois anos foi com os currículos — dada a polémica relacionada com os falsos dados curriculares nos gabinetes ministeriais — agora, tendo em conta as recentes notícias que dão conta de nomeações diretas de familiares para gabinetes do Governo e cargos públicos, o primeiro-ministro António Costa deu ordem para que se fizesse um escrutínio exaustivo dentro do Executivo para apurar eventuais casos que possam, ainda, não ser conhecidos.

De acordo com o Observador, o diagnóstico nos gabinetes ministeriais pretendia ter resultados rápidos, de modo a evitar que, durante o debate quinzenal desta quinta-feira à tarde, no Parlamento, pudessem surgir eventuais novos casos desconhecidos pelo primeiro-ministro.

Em novembro de 2016, altura em que surgiram várias notícias que davam conta de referências falsas em currículos nos gabinetes ministeriais, António Costa decidiu, da mesma forma, que se fizesse um raio-x aos dados curriculares apresentados por cada um dos nomeados.

Recorde-se que, ainda esta manhã, o secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, pediu a demissão do Governo, na sequencia da polémica em torno da nomeação do primo para o seu gabinete. Esta é a primeira baixa no elenco escolhido diretamente por António Costa para o Executivo por causa dos casos de escolha de familiares para as estruturas do Executivo e dos seus gabinetes.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Familygate: Costa manda fazer diagnóstico aos gabinetes para apurar outros casos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião