Fusões e aquisições movimentam 1,9 mil milhões. Tecnologia bate o imobiliário

As operações de fusões e aquisições caíram 8,4% em Portugal, no primeiro trimestre do ano face ao período homólogo. Em contrapartida, os investimentos de venture capital dispararam 203%.

O imobiliário em Portugal está a fervilhar, mas a tecnologia superou o setor na liderança das fusões e aquisições. Estas operações ascenderam a 1,9 mil milhões de euros no primeiro trimestre de 2019, face a igual período do ano passado. O montante provém de 82 transações no país. Tanto o número de operações como o valor registou, no entanto, uma quebra homóloga.

O mercado de fusões e aquisições de Portugal caiu 8,4% em termos de volume entre janeiro e março de 2019, em comparação com igual período do ano anterior, de acordo com o relatório mensal de mergers and aquisitions (M&A) da Transactional Track Record. O número de transações recuou 9,8% face às 91 registadas no período homólogo.

Dois subsetores lideraram o mercado de M&A. O imobiliário — que era o setor líder desde 2015 — perdeu, no entanto, o número um. Houve 16 transações do segmento de imobiliário, enquanto o setor da tecnologia totalizou 18 negócios nos três primeiros meses do ano. O novo campeão das fusões e aquisições registou um crescimento de 64%.

Quanto à proveniência do investimento, Espanha foi o país mais ativo no território português. Do total de 35 negócios de aquisição de empresas portuguesas por estrangeiras, 14 eram espanholas. Estes movimentos totalizaram 212 milhões de euros com destaque para sete transações imobiliárias, incluindo o investimento de 112 milhões de euros pela Merlin Properties em dois edifícios de escritórios e a aquisição pela Kronos Homes de um terreno no Parque das Nações por 100 milhões.

Apesar do forte investimento espanhol, os EUA estão a ganhar espaço, tendo registado um aumento de 200% das aquisições de empresas com sede nos Estados Unidos no mercado nacional. Os seis negócios realizados somaram 48,5 milhões de euros. Em sentido contrário, as empresas portuguesas foram às compras no mercado internacional em 12 ocasiões, com a tecnologia a liderar também neste caso.

O relatório da Transactional Track Record indica ainda que o venture capital está em forte alta em Portugal. Num total de 21 operações, o investimento ascendeu a 85 milhões de euros. O venture capital disparou, assim, 203% face a igual período de 2018, com a tecnologia e a internet a abarcarem 18 negócios. Já o private equity aumentou 12,5% para um total de nove operações.

Comentários ({{ total }})

Fusões e aquisições movimentam 1,9 mil milhões. Tecnologia bate o imobiliário

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião