CFO da Mota-Engil assume presidência da associação de jovens empresários

  • Lusa e ECO
  • 12 Abril 2019

Novo presidente assume “o compromisso de prosseguir o caminho traçado até aqui, nomeadamente na prossecução dos objetivos programáticos desta direção em prol do desenvolvimento da Associação".

A ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários passa a ter como presidente José Pedro Sampaio de Freitas, substituindo Adelino da Costa Matos que renunciou ao cargo que ocupava desde janeiro de 2017. Costa Matos é administrador do grupo metalúrgico A. Silva Matos, que foi fundado pelo seu pai e conta com mais de vinte empresas, e não apenas especificou quais as razões para abandonar o cargo.

Num comunicado conjunto, os dois dirigentes explicam que Adelino da Costa Matos tinha apresentado razões pessoais e profissionais para deixar a presidência da ANJE e que o gestor propôs à direção nacional “que José Pedro Freitas, vice-presidente da atual direção, assumisse a presidência da Associação, o que foi aceite, quer pela Direção, quer pelo próprio”.

No mesmo documento, José Pedro Sampaio de Freitas, que iniciou a carreira em 2003 na Accenture e é atualmente CFO da Mota-Engil, assume “o compromisso de prosseguir o caminho traçado até aqui, nomeadamente na prossecução dos objetivos programáticos desta direção em prol do desenvolvimento da Associação”.

O novo presidente da ANJE vai desempenhar o cargo até ao final do presente mandato. Já Adelino da Costa Matos agradece o apoio que recebeu durante o seu mandato, o que “permitiu lançar e executar a maior parte dos compromissos assumidos na candidatura, designadamente a reestruturação da Associação como pedra basilar”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

CFO da Mota-Engil assume presidência da associação de jovens empresários

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião