Depois de uma das piores sessões do ano, Wall Street recupera

Os principais índices da bolsa de Nova Iorque regressaram às subidas, com os investidores mais tranquilizadas com as negociações do acordo comercial entre Estados Unidos e China.

A bolsa de Nova Iorque está a subir, com os investidores mais otimistas relativamente às negociações entre os Estados Unidos e a China e a procurarem bons negócios, depois de na segunda-feira Wall Street ter registado um dos piores dias do ano.

O índice industrial Dow Jones sobe 0,3%, enquanto o Nasdaq, que agrupa as ações das principais tecnológicas, valoriza 0,56%. O S&P 500, que junta as 500 maiores empresas cotadas em Nova Iorque, ganha 0,32%. Na segunda-feira, devido à intensificação das tensões comerciais entre os Estados Unidos e a China, o Dow Jones e o S&P 500 tiveram a maior queda em percentagem desde o início do ano.

Os sinais vindos de Washington e de Pequim esta terça-feira apontam para a continuação das negociações entre as partes, tendo em vista um acordo comercial.

Mesmo com o anúncio dos EUA de um agravamento das taxas sobre as importações chinesas, e da retaliação já esperada da China, os investidores estarão a valorizar a continuação das negociações, mantendo a esperança de que será possível evitar uma guerra comercial prolongada entre as duas maiores economias do mundo.

Donald Trump disse que irá conversar com Xi Jinping no final de junho, por ocasião da cimeira do G20. O governo chinês disse apenas que as duas partes concordaram em manter as negociações abertas, uma mensagem que terá acalmado os mercados.

Comentários ({{ total }})

Depois de uma das piores sessões do ano, Wall Street recupera

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião