Moody’s baixa rating do BPI para nível “lixo”

A Moody's baixou o rating do BPI em dois níveis. Banco liderado por Pablo Forero está agora no patamar considerado investimento especulativo, ou no jargão dos mercados, no patamar de "lixo".

A Moody’s baixou o rating do BPI em dois níveis, de “Baa2” para “Ba1”. Isto significa que o banco liderado por Pablo Forero está agora no patamar considerado investimento especulativo, ou no jargão dos mercados, no patamar “lixo”. O outlook (perspetivas de evolução) é agora estável.

Este downgrade concretiza a “ameaça” feita em dezembro passado pela agência, na sequência das alterações legislativas que vieram estabelecer preferência de depósitos sobre instrumentos de dívida sénior não garantida no caso de resoluções de bancos. Em comunicado, o banco dos espanhóis do CaixaBank adiantam que o montante de dívida sénior ordinária era de “apenas 12 milhões de euros em 31 de março de 2019”.

Ao mesmo tempo, a agência reafirmou o rating dos depósitos de longo prazo do banco em “Baa1”, dois níveis acima do patamar “lixo”.

Para justificar o outlook estável, a Moody’s adiantou a “melhoria esperada nos fundamentais financeiros do BPI já estão capturados nos atuais níveis de rating do banco”.

Em dezembro, a Moody’s colocou sob perspetiva negativa cinco bancos nacionais: Caixa Geral de Depósitos, BCP, Santander Totta e Novo Banco, isto depois de o Governo ter aprovado uma proposta de lei que reforça a proteção destes depósitos, em caso de resolução ou de insolvência de um banco.

(Notícia atualizada às 18h48)

Comentários ({{ total }})

Moody’s baixa rating do BPI para nível “lixo”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião