Motoristas admitem ter margem para negociar e chegar a entendimento que evite greve

  • ECO
  • 1 Agosto 2019

Sindicatos querem reunir com o Governo na próxima semana porque têm "margem para negociar" e "vontade de chegar a um entendimento", volta a referir o representante dos motoristas.

O Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e o Sindicato Independente de Motoristas de Mercadorias (SIMM) querem reunir com o Governo na próxima semana porque têm “margem para negociar” e “vontade de chegar a um entendimento”, apontou o representante de ambos os sindicatos, Pedro Pardal Henriques, à TSF.

“Da nossa parte há uma tentativa de nos sentarmos à mesa para falar sobre este problema e para tentar encontrar uma solução, há vontade destes motoristas de se encontrar uma solução para se resolver o problema”, referiu o advogado dos sindicatos em declarações à rádio. O responsável apontou que “há sempre margem para negociar” e que o sindicato propôs esta negociação porque tem “vontade de chegar a um entendimento”, daí o convite ao Governo para se reunir com os camionistas.

Já na quarta-feira à noite, e em declarações à RTP3, Pedro Pardal Henriques tinha avançado que os sindicatos “estão sempre dispostos a negociar” e que a reunião pedida ao Governo até já tinha sido “informalmente aceite pelo Ministério das Infraestruturas”, devendo realizar-se na próxima segunda-feira, dia 5 de agosto.

Apesar desta aparente abertura dos sindicatos, a Antram já informou todas as partes envolvidas que recusa voltar às negociações enquanto o pré-aviso de greve para 12 de agosto estiver de pé.

Comentários ({{ total }})

Motoristas admitem ter margem para negociar e chegar a entendimento que evite greve

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião