Generali e Allianz acionam protocolos Emergência em Espanha

  • ECO Seguros
  • 12 Setembro 2019

As seguradoras estão a dar resposta pronta às consequências da tempestade que está a afetar o sudeste de Espanha e o Mediterrâneo. Os procedimentos tinham protocolo e foram agora accionados.

As chuvas torrenciais, ventos fortes e baixas temperaturas que estão a afetar a área mediterrânica de Espanha levaram a Generali e a Allianz a montar, de forma independente, ações de emergência para o apoio aos respetivos segurados.

A Allianz ativou um protocolo especial para agilizar os processos de atendimento a eventuais sinistros. Reforçou os serviços de atendimento ao cliente e lançou uma linha telefónica para urgências. Também intensificou os seus sistemas de peritagem digital para valorizar os danos através de telefone portátil.

A Generali estabeleceu uma linha telefónica especial para atendimento aos afetados que vai facultar informação sobre documentos e trâmites necessários aos processos de sinistros. Estes serão geridos pelo Consorcio de Compensacion de Seguros, um organismo estatal dependente da Dirección General de Seguros y Fondos de Pensiones, a entidade reguladora em Espanha, que – entre outras missões – tem a de dar resposta a riscos extraordinários, como catástrofes naturais. A seguradora italiana também vai agilizar a recolha e encaminhamento de veículos sinistrados.

As zonas mais afetadas pela depressão são as regiões das de Múrcia, Valência e Alicante, para além das ilhas Baleares, onde foram registadas várias perturbações a nível de congestionamento nas estradas, o encerramento de escolas e vários prejuízos materiais. Os serviços de emergência receberam mais de um milhar de chamadas a pedir ajuda durante as últimas 24 horas, alertando, sobretudo, para inundações e quedas de árvores.

Prevê-se que a fase mais crítica seja durante a noite de quinta para sexta feira.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Generali e Allianz acionam protocolos Emergência em Espanha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião