Benfica é campeão no campo e nas contas. Porto recupera com UEFA

O pódio financeiro dos clubes reflete a classificação da primeira liga. A época puxou pelas contas dos "três grandes" e a UEFA foi uma "bonanza" para o Porto e Benfica. Sporting desagravou as contas.

Resultados no campo são resultados nas contas. A última época terminou com o Benfica a conquistar o 37.º título de campeão nacional, seguindo-se Porto e Sporting, um pódio que se repete nos resultados financeiros. No geral, a temporada 2018/2019 foi de melhoria nas contas dos “três grandes” e puxou os lucros das “águias” para um patamar perto dos 30 milhões de euros. O Porto conseguiu “dar a volta” às contas com os proveitos da UEFA e o Sporting aligeirou a sua gravosa situação financeira.

O ECO analisou em detalhe os dados económicos e financeiros do Benfica, Porto e Sporting e concluiu que, no plano financeiro, esta última época foi melhor do que a anterior. Sobretudo para o Benfica. O resultado líquido do clube “encarnado” subiu quase 43%, as receitas (excluindo passes) aumentaram 36,34% e a dívida caiu 3,43% face à temporada anterior. Mas a melhoria do Benfica não é só explicada com mais um título no palmarés. A SAD explica a evolução dos rendimentos com “o novo critério de distribuição de prémios nas competições europeias da UEFA”, que “implicou um aumento generalizado dos valores a distribuir”.

Esse efeito também ajudou o Porto, que chegou aos oitavos de final da Liga dos Campeões, até ser eliminado em Inglaterra pelo Liverpool, na segunda mão. Os resultados operacionais sem o efeito da venda de jogadores aumentaram mais de 66%, para 176,3 milhões de euros. Um efeito que é explicado pelos “dragões” com o “aumento das receitas obtidas pela excelente performance” do clube na Champions. O arranque do contrato celebrado pela Altice para cedência de direitos televisivos também contribuíram de forma positiva na equação. Contas feitas, o clube nortenho passou de prejuízos de 28,4 milhões em 2018 para lucros de 9,473 milhões de euros este ano (período até 30 de junho de 2019).

“Três grandes” melhoram resultado líquido na época

O dinheiro da UEFA continua a ser uma fonte de alívio para estes clubes. Principalmente nesta época que terminou em 2019, uma vez que o montante global a distribuir aumentou em quase um terço, para os 1,9 mil milhões de euros. Um “bolo” maior que rendeu ao Porto este ano mais do dobro do conseguido no ano anterior: foram 80,971 milhões, contra os 30,9 milhões da época anterior, uma subida de 161%. E apesar de o Porto ser o único dos três grandes a discriminar nas contas os proveitos obtidos com as provas da UEFA, não é difícil prever que o efeito da UEFA nas contas do Benfica, como admite a própria SAD.

Quanto ao Sporting, o clube dos “leões” não chegou à Liga dos Campeões, tendo disputado, em vez disso, a Liga Europa. Por isso, as receitas do clube excluindo os jogadores caíram mais de 17%, para 75,83 milhões de euros. A tendência é explicada pela SAD com a “redução do prémio de participação e performance das competições organizadas pela UEFA” (na época anterior, o Sporting tinha disputado a Champions e a fase eliminatória da Liga Europa). Mas o Sporting também tem boas notícias para dar, e não são de somenos importância: a época ajudou a desagravar a situação financeira do clube. O clube encolheu os prejuízos de 19,9 milhões para 7,9 milhões de euros. Uma melhoria superior a 60%.

Ainda assim, o Sporting continuou a registar capitais próprios negativos de 23,6 milhões (o Porto também, de 34,8 milhões), e fechou a época com uma dívida total de 306,6 milhões de euros. O valor, contudo, não pode ser tido em conta. É que houve novidades relevantes neste campo: esta quinta-feira, a SAD do Sporting informou ter reestruturado a dívida ao BCP e Novo Banco, obtendo um “perdão” de 94,5 milhões de euros, depois de as duas instituições, que são os maiores credores do clube, terem mostrado disponibilidade para negociar no final do ano passado.

Porto e Sporting continuam com capitais próprios abaixo de 0

Comentários ({{ total }})

Benfica é campeão no campo e nas contas. Porto recupera com UEFA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião