Juros implícitos no crédito da casa voltam a cair em setembro

  • ECO
  • 21 Outubro 2019

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação fixou-se em 1,065% em setembro.

A taxa de juro implícita no crédito à habitação fixou-se em 1,065% em setembro, uma redução de 1,2 pontos base face ao mês anterior, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE). Trata-se da segunda queda consecutiva depois de os juros terem aliviado de máximos de três anos em agosto.

Juros implícitos da casa voltam a cair em setembro

INE

Em relação ao valor médio da prestação, este manteve-se em 247 euros. “Deste valor, 47 euros (19%) correspondem ao pagamento de juros e 200 euros (81%) a capital amortizado”, aponta o instituto português.

Quanto aos novos contratos, celebrados nos últimos três meses, os juros caíram de 1,306% em agosto para 1,249% no passado mês de setembro, depois de uma subida marginal nesse mês. Quando à prestação média, diminuiu cinco euros e fixou-se em 327 euros.

Além destas informações, o INE aponta que, “em setembro, o capital médio em dívida para a totalidade dos contratos subiu 157 euros face ao mês anterior, fixando-se nos 53.213 euros”. No caso dos contratos de crédito mais recentes, “o montante médio do capital em dívida fixou-se em 105.078 euros, mais 2.923 euros do que em agosto”.

Comentários ({{ total }})

Juros implícitos no crédito da casa voltam a cair em setembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião