Marques Mendes diz que Fernando Medina poderá substituir Centeno nas Finanças

Adensam-se os rumores que Mário Centeno estará de saída do Governo. Marques Mendes comentou o tema no seu comentário na SIC e aponta dois sucessores: Fernando Medina e Mourinho Félix.

No seu comentário semanal na SIC, Marques Mendes diz que “Mário Centeno e António Costa estão em rota de colisão”, antecipando a saída do ministro das Finanças: “Foi despromovido na hierarquia do Governo e não falou no debate do programa do Governo”.

Neste cenário, quem substituirá Mário Centeno? Mendes fala numa solução interna, Mourinho Félix, ou em alguém vindo de fora, como Fernando Medina, atual presidente da Câmara de Lisboa.

“Fernando Medina é uma solução que se fala nos bastidores, num círculo restrito do PS”, revelou o comentador.

Caso se confirme a saída de Mário Centeno, Marque Mendes defende que a solução “mais provável, mais óbvia e natural é a de Ricardo Mourinho Félix”, o atual secretário de Estado das Finanças. No entanto, “António Costa pode querer surpreender e escolher alguém de fora”, apontando o nome de Fernando Medina, atual presidente da câmara de Lisboa. O comentador lembra que Medina já tratou das Finanças na Câmara quando António Costa liderava a autarquia.

No debate do programa de governo na Assembleia da República esta semana, Rui Rio perguntou ao Governo se o atual ministro das Finanças vai continuar até ao final do mandato. Mas o primeiro-ministro manteve-se em silêncio sobre este tema.

“[O primeiro-ministro] pura e simplesmente não respondeu à minha pergunta, portanto acho que podemos tirar a ilação de que o ministro das Finanças está a prazo. Ou seja, vai estar uns meses no Governo, mas não vai estar muito tempo”, afirmou o líder do PSD aos jornalistas, na quarta-feira.

Mário Centeno é o ministro das Finanças desde 2015 e voltou a ser escolhido por António Costa para fazer parte do XXII Governo Constitucional. Na nova orgânica do Governo, Centeno ganhou o estatuto de ministro de Estado, juntamente com o ministro da Economia Pedro Siza Vieira (que foi promovido a número dois), Augusto Santos Silva e Mariana Vieira da Silva.

No entanto, no debate do programa do Governo, Mário Centeno foi o único que não discursou, ao contrário do que tinha acontecido em 2015, quando fez o discurso de encerramento.

Nos últimos meses tem aumentado os rumores de que Mário Centeno poderá abandonar o Governo depois de terminada a presidência do Eurogrupo. Em cima da mesa poderá estar a sua ida para o Banco de Portugal, em 2020, ano em que o atual governador Carlos Costa termina o mandato.

Comentários ({{ total }})

Marques Mendes diz que Fernando Medina poderá substituir Centeno nas Finanças

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião