Paulo Pinto de Albuquerque distinguido com medalha de honra da Ordem dos Advogados

A Ordem dos Advogados vai entregar a medalha de honra ao juiz do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, Paulo Pinto de Albuquerque, no próximo dia 9 de janeiro.

O professor catedrático e juiz do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, Paulo Pinto de Albuquerque, vai receber esta quinta-feira, 9 de janeiro, pelas 18 horas, uma medalha de honra pela Ordem dos Advogados (OA). A sessão será presidida pelo bastonário Guilherme Figueiredo Dias e decorrerá no Salão Nobre da Ordem dos Advogados.

A distinção deliberada pelo Conselho Geral da OA surge “pela importância que teve enquanto juiz representante de Portugal no Tribunal Europeu de Direitos Humanos” e ainda no papel que assumiu na defesa de várias causas, nota a OA na página oficial.

Entre as causas defendidas pelo juiz, encontra-se a defesa da separação de poderes e da independência dos juízes, do estatuto dos advogados, dos direitos das mulheres e combate à violência doméstica, ao trabalho forçado e tráfico de pessoas, a promoção do direito à saúde, aos serviços médicos e a medicamentos, a promoção do direito de acesso à justiça e aos tribunais e do direito à justa compensação das vítimas de violações de direitos humanos, a proteção dos direitos dos trabalhadores, a defesa do ambiente, a defesa da família e das famílias mais pobres e a melhoria da situação dos presos.

O Conselho Geral da OA deliberou a atribuição a Paulo Pinto Albuquerque da medalha de honra numa reunião que decorreu nos dias 18 e 19 de outubro do ano passado.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Paulo Pinto de Albuquerque distinguido com medalha de honra da Ordem dos Advogados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião