Governo disponível para garantir creche gratuita a 40 mil crianças

Em linha com as proposta defendidas pelas bancadas mais à esquerda, o Governo diz estar disponível para tornar a creche gratuita para 40 mil crianças de famílias de baixos rendimentos.

A Ministra do Trabalho e da Segurança anunciou, esta quarta-feira, que o Governo “está disponível para, em sede de discussão na especialidade” da proposta de Orçamento do Estado para 2020, “tornar a creche gratuita” para 40 mil crianças de famílias de baixos rendimentos. O Executivo dá, assim, resposta a uma das medidas reivindicadas pelas bancadas mais à esquerda.

“O Governo está disponível para, em sede de discussão na especialidade, tornar a creche gratuita para as crianças abrangidas pelo primeiro escalão de rendimentos de comparticipação familiar que frequentem creches abrangidas pelo sistema de cooperação”, frisou Ana Mendes Godinho, que está a responder, esta tarde, às perguntas dos deputados da Comissão de Orçamento e Finanças sobre o Orçamento do Estado para este ano.

A ministra adiantou ainda que esta gratuitidade irá abranger 40 mil crianças, “incluindo primeiros filhos”. O PCP já tinha defendido uma proposta nesse sentido, reivindicando a gratuitidade de creches para este escalão mais baixo de rendimentos, até ao pré-escolar. O Bloco de Esquerda tem também uma proposta idêntica.

Na sua intervenção inicial, Ana Mendes Godinho avançou também que o complemento creche entrará em vigor no último trimestre deste ano. Esta última medida deverá abranger 51 mil crianças, ainda em 2020, estando em causa um apoio dirigido aos segundos filhos. Os montantes ainda estão por regulamentar.

Comentários ({{ total }})

Governo disponível para garantir creche gratuita a 40 mil crianças

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião