Coronavírus faz 2.763 mortos. Há 81 mil infetados em todo o mundo

  • Lusa
  • 26 Fevereiro 2020

A China soma 97% dos casos mundiais de infeção pelo novo coronavírus. Surto já chegou a 40 países, mas em Portugal não se confirmou nenhum dos casos suspeitos.

A China reportou 52 mortos devido a infeção pelo coronavírus Covid-19, o menor aumento diário em três semanas, ao mesmo tempo que registou 406 novos casos, a maioria na província de Hubei, epicentro do surto.

O número de novos pacientes registou assim uma queda de 20%, em comparação com o dia anterior, enquanto o número de mortes caiu 27%.

Segundo os dados atualizados pela Comissão Nacional de Saúde da China, até às 16h00 de terça-feira em Lisboa, o país somava um total de 2.715 mortos e 78.064 casos confirmados.

Entre os infetados, 45.604 continuavam ativos e 8.552 pacientes encontravam-se em estado grave. Quase 30.000 pessoas receberam alta após superarem a doença.

A mesma fonte acrescentou que, até ao momento, 647.000 pessoas foram colocadas sob observação, após terem tido contacto próximo com os infetados, entre os quais 79.000 ainda estão a ser acompanhados.

Um representante da Comissão Nacional de Saúde apurou que, em média, uma em cada cinco pessoas que tiveram contacto próximo com alguém infetado deram positivo para a doença.

O número de novos casos suspeitos de infeção ascendeu a 2.491.

As autoridades de saúde de Hubei também divulgaram hoje o mais recente balanço da doença na província, epicentro de surto e que contabiliza 84% dos casos e 96% das mortes ocorridas na China devido à doença.

Hubei reportou 401 novos casos e 52 novas mortes, a maioria em Wuhan, a capital de província.

Embora mais de trinta países tenham casos diagnosticados com Covid-19, a China soma 97% dos casos mundiais de infeção pelo novo coronavírus.

O balanço provisório da epidemia do coronavírus Covid-19 é de pelo menos 2.763 mortos e cerca de 81 mil infetados, de acordo com dados reportados por mais de 40 países e territórios.

Das pessoas infetadas, quase 30 mil recuperaram.

Além dos mais de 2.700 mortos na China, onde o surto começou no final do ano passado, há registo de vítimas mortais no Irão, Coreia do Sul, Itália, Japão, Filipinas, França e Taiwan.

A Organização Mundial de Saúde declarou o surto do Covid-19 como uma emergência de saúde pública de âmbito internacional e alertou para uma eventual pandemia, após um aumento repentino de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão nos últimos dias.

Em Portugal, já houve 16 casos suspeitos, que resultaram negativos após análises, e um homem hospitalizado em Lisboa está a ser avaliado.

O único caso conhecido de um português infetado pelo novo vírus é o de um tripulante de um navio de cruzeiros que foi internado num hospital da cidade japonesa de Okazaki, situada a cerca de 300 quilómetros a sudoeste de Tóquio.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Coronavírus faz 2.763 mortos. Há 81 mil infetados em todo o mundo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião