Ginásios fechados? Agora há aulas virtuais para fazer em casa

A quarentena está a obrigar milhares de pessoas a ficar em casa, mas os portugueses não dispensam o exercício, por isso, há já vários ginásios a disponibilizarem aulas através das redes sociais.

Com o número de casos de Covid-19 a aumentar em Portugal e a consequente declaração de estado de emergência, os ginásios foram forçados a encerrar portas. Os portugueses tiveram que mudar hábitos, ficando em casa, mas muitos não abdicaram do exercício físico, começando a fazê-lo dentro de quatro paredes, mais propriamente na sala.

Com as portas fechadas, muitos ginásios decidiram cancelar a cobrança de mensalidades. Mas continuam a trabalhar, procurando manter os portugueses em boa forma física, ainda que à distância, através de aulas virtuais.

São vários os ginásios que passaram a transmitir aulas em direto nas redes sociais. Veja alguns exemplos:

Fitness Hut tem aulas nas redes sociais para todos. Sócios têm PT

O Fitness Hut decidiu lançar aulas virtuais em direto que podem ser visualizadas por todos os portugueses através das redes sociais da empresas – Facebook, Instagram e Youtube. Com 700 profissionais empenhados em contrariar “a inércia da quarentena”, o Fitness Hut disponibiliza ainda “desafios semanais WOW, isto é, treinos rápidos que são adaptados e que podem ser acedidos através do Youtube“, informa a empresa em comunicado.

Para quem gosta de aulas, dançar ou treino intervalado, o grupo recomenda ainda o acesso à categoria de treinos em casa do serviço Les Mills On Demand.

Horários das aulas virtuais do Fitness Hut de 30 de março a 5 de abril de 2020.

Para os sócios, o plano é ainda mais pormenorizado, já que o Fitness Hut criou no seu site a área de Personal Trainer, para que os PT’s possam partilhar mais informação com os visitantes do site e possam dar continuidade às sessões de personal training à distância. Além disso, podem utilizar outras redes sociais como WhatsApp, Skype, FaceTime, Zoom ou House Party.

Do zumba ao total body, o Go Fit dá aulas de 45 minutos

Também o Go Fit não escapa a esta nova tendência e face à pandemia “decidiu abrir os seus conteúdos digitais gratuitamente para toda a população”, informa a empresa em comunicado. Nesse sentido, basta descarregar a app do Go Fit e pode “desfrutar de todos os serviços relacionados à atividade física, saúde e bem-estar”. Em alternativa, pode sempre assistir em direto via Instagram.

Estes são os horários das aulas transmitidas em direto pelas redes sociais do Go Fit, em vigor de 30 de março a 5 de abril de 2020.D.R.

Entre aulas de Zumba ou Total Body, as opções são variadas, sendo que cada aula tem a duração de 45 minutos. Além disso, esta aplicação denominada Go fit Everywhere também oferece conselhos para treino personalizado ou serviços de nutrição online.

Aulas de 20 a 30 minutos com o Holmes Place

Também o Holmes Place vai ter aulas diárias, transmitidas em direto, pelo Facebook para quem quiser praticar exercício. Com a duração de 20 a 30 minutos, as opções a nível de horários e modalidade são variadas. Do pilates ao Zumba, passando pelo X-celerate, há muito por onde escolher, sendo que os horários podem ser consultados no Facebook da empresa.

Horários das aulas virtuais do Holmes Place, de 30 de março a 5 de abril de 2020.Facebook do Holmes Place

Caso não consiga assistir às aulas em diretos, os vídeos estão disponíveis no Youtube. Além disso, no seu site a cadeia de ginásios sugere ainda planos de treino, artigos, dicas e receitas saudáveis, basta clicar aqui.

Solinca e Pump dão aulas e conselhos de nutrição nas redes

O Solinca também transmite aulas de grupo diárias via Yotube (aqui) e Instagram, Já o Pump transmite pelo Facebook (aqui) e Instagram (aqui). Com a duração de 15 a 30 minutos, e desde aulas de Pilates ao agachamento com salto, passando pela aula de Gap, são várias as modalidades disponíveis.

Além disso, as cadeias de fitness detidas pela Sonae Capital desafios diários de 30 segundos, gravados em casa dos instrutores. Para quem se preocupa com a nutrição, há ainda dois vídeos por semana sobre alimentação saudável e uma receita por semana.

O Solinca disponibiliza ainda planos de treino por objetivo para o público em geral aqui e por subscrição aqui.

Agora há um ginásio 100% online. Tem 250 aulas por mês

Chama-se “ginásio-online.pt”, junta mais de 200 profissionais e quer disponibilizar 250 aulas por mês aos portugueses. Este é o primeiro ginásio 100% online em Portugal e foi lançado esta quarta-feira. Entre aulas em direto transmitidas pelo Instagram e Facebook e vídeos partilhados na plataforma, os desportistas podem ainda aceder a galerias de exercícios, bem como, “planos de treino por objetivo que incluem mais de 1.000 exercícios”, refere a nota de imprensa.

O acesso a este serviço é gratuito até 5 de abril, bastando apenas fazer o registo na plataforma. A partir dessa data, as aulas poderão ser adquiridas avulso por três euros cada ou através de um pacote de seis ou 15 aulas. Ainda assim, fase à situação em que o país de encontra e até o Estado de Emergência se encontrar em vigor, o acesso é gratuito para todos os profissionais de saúde, mediante o envio de um email para suporte@ginasio-online.pt, com prova da situação profissional.

Este novo projeto conta com investimento nacional e tem como parceiros a SC Fitness, que detém os ginásios Solinca, Pump e One.

Ginásio Clube Português tem quatro aulas por dia de segunda a sexta-feira

Também o Ginásio Clube Português quer pôr os portugueses a mexer e, por isso, disponibiliza várias aulas em direto pelo Instagram. Localizada, local power, pilates ou yoga são algumas das opções oferecidas.

Horários das aulas virtuais do Ginásio Clube Português de 30 de março a 5 de abril de 2020.Instagram do Ginásio Clube Português

Os treinos são de segunda-feira a domingo, sendo que o horário de cada um das aulas pode ser consultado no Instagram do ginásio. Caso não tenha tempo para assistir aos treinos em direto, pode ser visitar a página de Youtube do ginásio e assistir a algumas aulas, sendo que no site a empresa fornece o link correto para cada serviço, veja aqui.

Quer queimar calorias e comer de forma saudável? Kalorias tem a solução

O Kalorias criou a plataforma Kalorias em Casa, uma plataforma de streaming onde partilha treinos e até dicas de nutrição. Os vídeos tem entre três a quatro minutos e podem ser consulados no site do ginásio. As opões são variadas, sendo que em cada dia há exercícios e desafios diferentes. No que toca aos conselhos de nutrição, estes são realizados por nutricionistas e têm uma duração igualmente curta.

Gosta de desportos de combate? Dê um salto ao Instagram do 1 Fight

Caso prefira desportos de combate, o 1 Fight tem a solução ideal para si. Desde aulas de Boxe até ao Kravmaga, passando pelo Crossfit, as opções são vastas, sendo que nem todas são abertas ao público em geral. Caso prefira uma opção mais calma, tem sempre o pilates ou a yoga à disposição.

Certo é que de segunda a domingo todos são dias bons para fazer um pouco de exercício, por isso, se estiver interessado e não for sócio, passe pela página de Instagram do ginásio.

Se for sócio têm ainda à sua disposição a opção 1 Home, que são treinos dados pelos treinadores do 1 Fight através da plataforma Zoom. Isto permite que os profissionais consigam ver os alunos, oferecendo-lhes um melhor acompanhamento. Caso não seja sócio e queira usufruir deste serviço terá que pagar 25 euros para ter três meses de acesso.

Circle: aulas virtuais, desafios semanais ou sugestões de livros

O Circle, considerado um novo conceito de ginásio uma vez que com tecnologia inovadora junta música e estímulos visuais nos estúdios, abriu há pouco tempo, mas nem por isso se deixou de adaptar depressa à nova realidade. De segunda a sábado, às 9h e às 18h30, o Circle dá aulas online em direto através da plataforma Zoom, sendo que esta está disponível para sócios e não sócios, bastando enviar o contacto por mensagem no Instagram ou e-mail (circle@yourcircle.pt).

Além disso, o ginásio lançou um treino Circle semanal, ou seja aulas adaptadas para quem está em casa, também transmitidas pelo Facebook e Instagram. “Este treino é repetido durante a semana, aumentando sempre o ritmo e as repetições”, aponta a empresa. Mas as novidades não ficam por aqui. Há também desafios desafios semanais também no Instagram.

Mapa de aulas do ginásio Circle.D.R.

E, como “mente sã é corpo são”, o Circle tem ainda sugestões de livros semanais que se focam em temas como, “o corpo, a emoção, o movimento humano, a mente, progressão humana e crescimento pessoal”, através do Instagram.

Caso estas alternativas não sejam suficientes pode ainda dar uma vista de olhos pela página de Instagram euFITtemcasa. A plataforma que funciona como um “agregador de treinos” reúne vários exemplos de ginásios que têm aulas sem sair de casa.

O ECO recusou os subsídios do Estado. Contribua e apoie o jornalismo económico independente

O ECO decidiu rejeitar o apoio público do Estado aos media, porque discorda do modelo de subsidiação seguido, mesmo tendo em conta que servirá para pagar antecipadamente publicidade do Estado. Pelo modelo, e não pelo valor em causa, cerca de 19 mil euros. O ECO propôs outros caminhos, nunca aceitou o modelo proposto e rejeitou-o formalmente no dia seguinte à publicação do diploma que formalizou o apoio em Diário da República. Quando um Governo financia um jornal, é a independência jornalística que fica ameaçada.

Admitimos o apoio do Estado aos media em situações excecionais como a que vivemos, mas com modelos de incentivo que transfiram para o mercado, para os leitores e para os investidores comerciais ou de capital a decisão sobre que meios devem ser apoiados. A escolha seria deles, em função das suas preferências.

A nossa decisão é de princípio. Estamos apenas a ser coerentes com o nosso Manifesto Editorial, e com os nossos leitores. Somos jornalistas e continuaremos a fazer o nosso trabalho, de forma independente, a escrutinar o governo, este ou outro qualquer, e os poderes políticos e económicos. A questionar todos os dias, e nestes dias mais do que nunca, a ação governativa e a ação da oposição, as decisões de empresas e de sindicatos, o plano de recuperação da economia ou os atrasos nos pagamentos do lay-off ou das linhas de crédito, porque as perguntas nunca foram tão importantes como são agora. Porque vamos viver uma recessão sem precedentes, com consequências económicas e sociais profundas, porque os períodos de emergência são terreno fértil para abusos de quem tem o poder.

Queremos, por isso, depender apenas de si, caro leitor. E é por isso que o desafio a contribuir. Já sabe que o ECO não aceita subsídios públicos, mas não estamos imunes a uma situação de crise que se reflete na nossa receita. Por isso, o seu contributo é mais relevante neste momento.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ginásios fechados? Agora há aulas virtuais para fazer em casa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião