Reino Unido regista mais 881 mortes e total soma 7.978

  • Lusa
  • 9 Abril 2020

O Reino Unido registou mais 881 mortes nas últimas 24 horas de pessoas infetadas pelo novo coronavírus, elevando para 7.978 o total de óbitos devido a covid-19, indicou o Ministério da Saúde.

O Reino Unido registou mais 881 mortes nas últimas 24 horas de pessoas infetadas pelo novo coronavírus, elevando para 7.978 o total de óbitos devido a covid-19, indicou esta quinta-feira o Ministério da Saúde britânico.

Na atualização dos dados feita hoje, o número de pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus aumentou para 65.077 casos positivos, mais 4.344 do que no dia anterior.

Na quarta-feira, o balanço diário tinha registado um aumento diário de 938 mortes e mais 5.492 novas infeções relativamente ao dia anterior.

Os números das mortes referem-se a pacientes diagnosticados com covid-19 que morreram no hospital até às 17h00 horas da véspera e são compilados a partir de dados das direções regionais de Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte.

O número de pessoas infetadas é contabilizado de forma diferente e inclui os diagnósticos feitos até às 9h00 horas desta quinta-feira.

Estas estatísticas não incluem mortes fora do hospital, como aquelas registadas em lares de idosos, e algumas podem não ser incluídas no balanço diário devido a atrasos no registo dos óbitos, refere o ministério da Saúde.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Reino Unido regista mais 881 mortes e total soma 7.978

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião