Prémio do seguro automóvel diminui 1,4% no Reino Unido

  • ECO Seguros
  • 5 Julho 2020

Londres continua a região com prémio médio de seguro mais elevado, sendo também a localização com maior aumento de preço nos 12 meses até maio. Jovens até 25 anos pagam 2 100 euros pelo seguro.

O valor médio dos prémios do seguro automóvel no Reino Unido recuou 1,4% no período de fevereiro a maio de 2020, uma evolução explicada pelo menor número de automobilistas a circular nas estradas, devido à pandemia (Covid-19).

De acordo com dados da Consumer Intelligence, uma empresa que realiza pesquisas no setor de banca e seguros, o valor médio dos prémios no ramo automóvel no Reino Unido era de 876 libras esterlinas (cerca de 971 euros) no termo do período analisado, evidenciando descida de 1,4%.

A variação no período de 12 meses até maio ainda foi positiva, registando-se incremento de 2,7%, com os dois grupos etários de maior idade a confrontarem-se com aumento superior a 3%. Analisando o trimestre móvel em função da idade dos condutores, o segmento de automobilistas com menos de 25 anos teve o preço aumentado em 1%, enquanto o grupo 25-49 anos passou a pagar mais 1,4% e os condutores com 50 ou mais anos verificaram subida de 1,5%.

Numa série mais longa (desde 2013), o valor dos prémios para automobilistas com menos de 25 anos desceu 20,3% em termos acumulados, indica fonte. Atualmente, no Reino Unido, mais de metade dos segurados neste grupo etário já recorre a seguros baseados em soluções telemáticas de monitorização de hábitos de condução (disponibilizadas, por exemplo, em seguros pay per mile ou pay as you drive). Assim, o prémio médio para os condutores mais jovens ronda atualmente 1 912 libras (cerca de 2 100 euros, ou quase o quadruplo do prémio anual cobrado em Portugal a um jovem recém-encartado da mesma idade por uma apólice com exclusão de danos próprios).

Na análise geográfica, Londres mantém-se a região onde é mais caro contratar uma apólice de seguro automóvel. Na capital, onde os preços subiram 5,7% nos 12 meses contados até maio (com ligeiro decréscimo de 0,6% no trimestre analisado), o valor médio do prémio era de 1 503 libras esterlinas. Seguem-se as regiões North West e West Midlands, respetivamente, com 1 059 e 952 libras por prémio.

A região noroeste (-2,8%) e zona sudoeste (-3,3%) do reino destacaram-se com as descidas trimestrais mais fortes, enquanto a Escócia se mantém com o prémio mais barato (543 libras), apesar de ter averbado uma subida de 3,4% nos últimos 12 meses.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Prémio do seguro automóvel diminui 1,4% no Reino Unido

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião