Seguro Covid dá 18 mil euros ao Hospital da Cruz Vermelha

  • ECO Seguros
  • 24 Setembro 2020

A Tranquilidade e a AdvanceCare recolheram um euro por cada novo seguro Covid-19 que agora vão servir para aumentar os testes rápidos do hospital da CVP.

A Tranquilidade e a AdvanceCare entregaram um donativo de 18.226 euros à Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), em resultado da componente solidária da venda do Seguro de Saúde Covid-19, que previa a oferta de 1 euro à CVP por cada pessoa segura. Este valor vai contribuir para aumentar a capacidade de testagem à Covid-19 da CVP, nomeadamente de testes rápidos,

O lançamento deste seguro de saúde em abril, em plena crise do Covid-19, destinou-se a permitir às empresas atribuir proteção aos seus colaboradores que viessem a contrair o novo coronavírus. Era particularmente relevante para aquelas que continuavam em atividade com os seus colaboradores mais expostos ao risco de contágio.

Desenvolvido em parceria com a AdvanceCare, o Seguro de Saúde Covid-19 da Tranquilidade garantia um subsídio diário de 100 euros por cada dia de hospitalização causada por infeção de Covid-19 durante um período de 10 dias, pagos após o 7º dia de internamento. Incluía ainda uma indemnização de convalescença de 3 mil euros paga após a alta de hospitalização, causada por infeção de Covid-19, numa unidade de cuidados intensivos. O produto tinha um preço de 19,90 euros por colaborador e era válido durante 90 dias.

Em cerimónia simbólica Francisco George, Presidente da Cruz Vermelha Portuguesa, recebeu o cheque de Rogério Dias e Luís Prazeres, membros da Comissão Executiva da Tranquilidade e da AdvanceCare, respetivamente.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Seguro Covid dá 18 mil euros ao Hospital da Cruz Vermelha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião