Governo vai lançar concurso de ideias para ponte sobre o Douro destinada ao metro

  • Lusa e ECO
  • 28 Setembro 2020

O Governo vai lançar “o mais rapidamente possível” um concurso de ideias para uma nova ponte sobre o Rio Douro. Ministro do Ambiente diz que esta nova linha de metro “terá de ser “icónica”.

O Governo vai lançar “o mais rapidamente possível” um concurso de ideias para uma nova ponte sobre o rio Douro, ligando o Porto e Vila Nova de Gaia, que servirá o metro, disse esta segunda-feira o ministro do Ambiente.

“Não se faz, na minha opinião, uma ponte sobre o rio Douro – com a história que existe do lado do Porto e do lado de Gaia, e existindo uma ponte do Edgar Cardoso [ponte da Arrábida] e uma ponte do Eiffel [ponte D. Maria Pia] – que não seja um grande projeto. Por isso vamos lançar um concurso de ideias para a nova ponte que servirá o metro”, disse João Pedro Matos Fernandes.

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, que falava à agência Lusa, no Porto, à margem de uma conferência sobre os desafios estratégicos na ação climática, frisou que a nova ponte que ligará as margens do Porto e de Vila Nova de Gaia através de uma nova linha de metro – “terá de ser “icónica” e que o concurso de ideias será lançado “o mais rapidamente possível”.

Em causa está a linha Santo Ovídio-Devesas-Campo Alegre, conhecida como “segunda linha de Gaia”.

A nova ponte não é uma ponte rodoviária e servirá para metro, estando ainda em estudo a possibilidade de acolher bicicletas ou ser também pedonal.

Matos Fernandes disse que “ainda que a Metro do Porto esteja a concluir para a Área Metropolitana do Porto os estudos de procura” esta é “uma linha que já está decidido fazer-se”.

“É paralela à linha que hoje desce a Avenida da República e tem de amarrar no nó das Devesas, porque a estação General Torres corre o risco de ficar muito sobrecarregada. É um projeto relativamente simples – aliás, em Gaia vai sobretudo à superfície – pelo que admitimos lançar um concurso de conceção/construção mas com uma exceção: a ponte”, descreveu Matos Fernandes.

O ministro quer que o concurso de ideias dedicado à ponte sobre o Douro envolva, no júri, a Ordem dos Arquitetos, a Ordem dos Engenheiros, a Metro do Porto, as autarquias e entidades ligadas ao património.

Matos Fernandes adiantou ainda que o procedimento será lançado “o mais tardar no final deste ano, início do próximo”, para depois “avançar para o projeto propriamente dito”, projeto sobre o qual não adiantou mais datas ou prazos.

Um concurso destes precisa de pelo menos dois meses para que os concorrentes tenham tempo de preparar e apresentar propostas. Quero acreditar que uma vez aberto concurso, ao fim de cinco/seis meses já estará fechado”, concluiu.

Câmara do Porto não foi contactada sobre nova ponte para metro sobre o Douro

O presidente da Câmara do Porto disse esta segunda-feira que não houve ainda contacto formal do Governo sobre a construção de uma ponte de ligação, via metro, a Vila Nova de Gaia, cujo concurso deverá ser lançado em 2021.

“Formalmente não. Nós sabemos que a metro do Porto tem vindo a ter reuniões. Ainda não foi anunciada formalmente qual é a prioridade das linhas”, afirmou Rui Moreira, em declarações aos jornalistas no final da reunião do executivo desta segunda-feira.

“Aquilo que conhecemos é o anteprojeto do arquiteto Álvaro Siza que vem do início do século. Posteriormente soubemos que uma das linhas prioritárias para a Área Metropolitana [do Porto] é a ligação da Casa da Música, já não às Devesas como estava previsto, mas a Santo Ovídeo [Gaia]”, disse Rui Moreira.

Para o município, a ligação é “relevante” do ponto de vista metropolitano, devendo, do lado do Porto, funcionar como um “y”, entre a Casa da Música, a Praça do Império e Gaia.

Sobre esta matéria, Moreira sabe apenas o que lhe foi dito pelo ministro do Ambiente, ainda durante a pandemia, de que a nova ligação podia avançar, no âmbito dos projetos prioritários para a Área Metropolitana do Porto (AMP).

“Até hoje não houve mais contacto connosco”, frisou.

Questionado sobre se considera plausível que o lançamento do concurso internacional para a construção de nova ponte sobre o rio Douro avance em 2021, disse acreditar que com a “bazuca” europeia “tudo é possível”, ainda que tenha dúvidas que o dinheiro proveniente dos fundos comunitários seja suficiente para avançar com todas as prioridades definidas.

“Eu não sou presidente da Câmara de Gaia, mas acho essa ligação [a Santo Ovídeo] extraordinariamente cara e duvido que haja dinheiro para tudo, mas se o senhor ministro diz que há, eu fico todo contente“, salientou.

O autarca acrescentou que a nova ligação está contemplada na revisão do Plano Diretor Municipal (PDM) do Porto, cujo envio para consulta pública foi hoje aprovado.

Na entrevista ao Jornal de Notícias, Matos Fernandes salientou que a nova ponte, a construir entre a da Arrábida e a de D. Luiz I, “nunca será rodoviária”, devendo apenas ser utilizada para metro e “quanto muito para bicicleta e peões”.

O governante garantiu ainda que, depois deste projeto, continuará a haver “manifestamente” dinheiro para construir mais linhas de metro.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Governo vai lançar concurso de ideias para ponte sobre o Douro destinada ao metro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião