PLMJ reforça área de europeu e concorrência. Martim Valente é o novo senior counsel

Martim Valente é o segundo reforço do ano da área de europeu e concorrência e integrará a PLMJ a partir de outubro como senior counsel.

A PLMJ vai reforçar a sua equipa de europeu e concorrência com a integração de Martim Valente, enquanto senior counsel. Desde 2016 que ocupava a posição de Legal Director na Competition and Markets Authority, em Londres.

“É um regresso a Portugal no melhor contexto: uma equipa de referência na área de europeu e concorrência, numa top firm nacional cuja qualidade é amplamente reconhecida no mercado internacional. A PLMJ está a fazer um caminho de inovação e crescimento sustentado com o qual me identifico muito, desde logo porque é a cultura que conheço desde que iniciei a minha carreira. Integrar um projeto com estas características e poder somar-lhe a minha experiência é extremamente aliciante”, nota o novo senior counsel.

Martim Valente tem uma carreira internacional com mais de 15 anos na área do direito europeu e da concorrência, tendo passado por duas sociedades de referência na área, a Cleary Gottlieb Steen & Hamilton (Bruxelas) e a Freshfields Bruckhaus Deringer (Londres), e ainda pela empresa Google.

A equipa que Martim Valente irá integrar é liderada por Ricardo Oliveira e integra 10 advogados.

“Temos uma equipa de europeu e concorrência já muito sólida e que queremos continuar a fazer crescer com o melhor talento disponível no mercado por forma a estarmos sempre à frente do que sabemos ser a exigência crescente dos nossos clientes. O Martim traz uma ampla experiência internacional que vem valorizar substancialmente o projeto que estamos a construir para as próximas décadas”, explica Ricardo Oliveira, sócio da PLMJ.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

PLMJ reforça área de europeu e concorrência. Martim Valente é o novo senior counsel

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião