Eco Wave Power abre subsidiária em Portugal com assessoria da PLMJ

A PLMJ assessorou a Eco Wave Power na abertura de uma empresa subsidiária no Porto. A equipa multidisciplinar foi composta por Joana Brandão, Nuno Serrão Faria, Rui Vasconcelos Pinto e Hugo Aparício.

A Eco Wave Power abriu recentemente uma subsidiária no Porto e contou com a assessoria jurídica da sociedade de advogados PLMJ. Criada em Tel Aviv, Israle, em 2011, a empresa produz energia através das ondas, estando cotada no Nasdaq First North Stockholm.

“Esta decisão, anunciada como estratégica por parte da empresa, irá permitir que a Eco Wave Power inicie os procedimentos oficiais de licenciamento do seu projeto inovador de energia através das ondas (para 20MW) projetado para Portugal, e que está previsto no contrato de concessão assinado com a Autoridade Portuária de Leixões, APDL”, refere a firma em comunicado.

A equipa multidisciplinar da PLMJ foi composta por Joana Brandão, Nuno Serrão Faria, Rui Vasconcelos Pinto e Hugo Aparício, que representaram a Eco Wave Power não só em todos os procedimentos de abertura da subsidiária, como assume a responsabilidade de lidar os procedimentos de licenciamento para o desenvolvimento deste projeto.

“A Eco Wave Power tem mencionado o enorme potencial do nosso país para desenvolver projetos de energia através das ondas e, com a criação de uma subsidiária em Portugal, a empresa passa a fazer parte da comunidade de energias renováveis a operar em Portugal”, acrescenta a firma.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Eco Wave Power abre subsidiária em Portugal com assessoria da PLMJ

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião