Brisa é a operadora de infraestruturas rodoviárias mais sustentável da Europa

  • ECO
  • 10 Novembro 2020

A classificação foi atribuída pelo ranking ESG GRESB 2020 que inclui mais de 540 fundos e ativos, com um valor estimado superior a 5,3 biliões de dólares.

A Brisa comunicou esta terça-feira que foi classificada, no ranking GRESB 2020, como a operadora de infraestruturas rodoviárias mais sustentável da Europa e a segunda a nível mundial. Na edição deste ano, a empresa obteve 94 pontos, mais três do que em 2019, a melhor pontuação entre 21 empresas europeias do setor.

“Para este resultado contribuiu a aposta da Brisa num modelo de negócios sustentável, no investimento em programas de eficiência energética e descarbonização da mobilidade”, referiu a empresa em comunicado.

Criado em 2009, GRESB é o principal ranking ESG para investimentos imobiliários e de infraestruturas. Este ano atribuiu também, pelo segundo ano consecutivo, o rating cinco estrelas ao grupo Brisa pelo desempenho na promoção de boas práticas e resultados nos critérios ESG – ambientais, sociais e de governação.

António Pires de Lima, presidente executivo da Brisa, sublinhou que “o primeiro lugar no ranking GRESB 2020 é o reconhecimento do trabalho e do compromisso da Brisa com um futuro mais sustentável. Vamos prosseguir neste caminho e lançar novas iniciativas que nos mantenham na liderança ESG da indústria de infraestruturas”.

No critério ambiental, a Brisa obteve pontuação máxima (100/100), que compara com os 44 pontos de média do ranking GRESB 2020, cobrindo indicadores como Biodiversidade e Habitats, Qualidade do Ar, Emissões de Gases com Efeito de Estufa, Energia e Gestão de Resíduos.

Clientes, Saúde e Segurança, Relações com Stakeholders, Reporte e Liderança, foram os restantes indicadores em que a Brisa atingiu a pontuação máxima, num total de 14 indicadores avaliados pelo GRESB.

Desde 2017 que a Brisa participa no ranking GRESB, que mede e avalia empresas do setor imobiliário e de infraestruturas através de critérios ESG, monitoriza o progresso face às metas globais de sustentabilidade e serve de referência para o processo de decisão dos investidores e gestores de fundos em todo o mundo.

A Brisa já tinha, no ano passado, alcançado a liderança como operador europeu de manutenção de rede de autoestradas, uma posição consolidada em 2020 a nível global. Num total de 406 empresas imobiliárias e de operadores de infraestruturas, avaliadas pelo GRESB, a Brisa ocupa a décima posição no índice global de 2020.

O ranking de 2020, para infraestruturas, inclui mais de 540 fundos e ativos, com um valor estimado superior a 5,3 biliões de dólares. A avaliação do GRESB serve de referência a mais de 100 investidores institucionais e financeiros.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Brisa é a operadora de infraestruturas rodoviárias mais sustentável da Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião