Lay-off britânico transfere milhões para exilados fiscais milionários

  • ECO
  • 20 Março 2021

O regime britânico equivalente ao português lay-off simplificado tem feito chegar milhões de libras a empresas controladas por exilados fiscais milionários e até a membros da família real saudita.

O apoio extraordinário desenhado pelo Governo britânico para “salvar” postos de trabalho durante a pandemia tem estado a pagar milhões de libras a exilados fiscais milionários e até a membros da família real Saudita, que controlam empresas que operam no Reino Unido, adianta o The Guardian. Em causa está a medida equivalente ao português lay-off simplificado.

De acordo com o jornal, entre os beneficiários que conseguiram aceder a este apoio por estarem ligados a empresas em crise estão membros da família real saudita, o líder do Dubai, os exilados fiscais Jim Ratcliffe e Guy Hands, os milionários Evgeny Lebedev, Len Blavatnik e Mohamed Al Fayed e o Partido Nacional Britânico (British National Party).

Estas revelações estão a gerar consternação entre os deputados britânicos, escreve o The Guardian, que avança que um dos parlamentares afirmou mesmo, em tom de crítica, que o dinheiro público tem sido distribuído “como confetis”.

A notícia avançada pelo jornal em causa tem por base um cruzamento da informação publicada pelo Executivo britânico sobre as 750 mil empresas que aderiram ao regime extraordinário de apoio à manutenção de emprego com documentos que revelam quem são os acionistas maioritários das empresas que operam no Reino Unido. O resultado desse trabalho foi a conclusão de que algumas das pessoas e empresas mais ricas do mundo têm beneficiado do equivalente britânico do lay-off simplificado.

Ao abrigo desta medida, o Governo britânico paga cerca de 80% do salário dos trabalhadores das empresas em crise.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lay-off britânico transfere milhões para exilados fiscais milionários

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião