“Produção de vacinas tem sido uma via-sacra”, diz Marcelo. Vacinação em abril e maio é “fundamental” para desconfinar

O Presidente da República aponta que o mês de abril será decisivo para o desconfinamento, sendo para isso importante avanços na vacinação.

O Presidente da República admite dificuldades na vacinação contra a Covid-19, apontando que a questão da produção dos fármacos “tem sido uma via-sacra”. Marcelo Rebelo de Sousa sublinha ainda assim que os meses de abril e maio são “muito importantes” para a vacinação, sendo uma “condição fundamental no bom processo de desconfinamento”.

“De 15 em 15 dias descobre-se mais um problema: ou no fornecimento, ou em análise e reanalise do processo produtivo” das vacinas, desabafa Marcelo Rebelo de Sousa, em declarações aos jornalistas, transmitidas pelas televisões. O Presidente sublinha que estas questões levam a preocupações e também “incomodam a Europa como um todo”.

O chefe de Estado apela a uma posição unida dos Estados da União Europeia (UE), nomeadamente no que diz respeito à vacina da AstraZeneca, já que atualmente “reagem de forma diferente perante dúvidas, o que perturba opiniões públicas”. Diz esperar, assim, que “seja rápido processo de reavaliação da vacina, que seja rápida a decisão da EMA e rápida e clara a posição dos países da UE”.

Quanto ao levantamento das restrições devido à pandemia, Marcelo destaca a importância de abril como um “mês decisivo”, que “tem de correr bem para podermos passar ao final da primavera e verão não só com sucesso no desconfinamento mas com a vida de pessoas a entrar na normalidade“. O Presidente aponta que as pessoas “podem ir desconfinando” mas alerta para que tenham preocupação com o “tipo de convívio que têm”, para a “criação de condições” para avançar com o plano.

Perante a possibilidade de um travão ao desconfinamento, Marcelo aponta que “vamos testar em abril vendo números, verificando se significam algo em termos de internamento, de stress sobre o Serviço Nacional de Saúde, se prossegue evolução na redução de número de mortes e somando isso em termos de números globais”.

Já na próxima semana “haverá mais um momento de reflexão sobre a renovação do estado de emergência”, recorda, apontando que “desejaria que fosse a última renovação, coincidindo com fim do mês de abril”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Produção de vacinas tem sido uma via-sacra”, diz Marcelo. Vacinação em abril e maio é “fundamental” para desconfinar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião