Hoje nas notícias: Janssen, PRR e seguro de crédito

  • ECO
  • 21 Abril 2021

Dos jornais aos sites, passando pelas rádios e televisões, leia as notícias que vão marcar o dia.

Na atualidade desta quarta-feira, o destaque vai para a recomendação de limite mínimo de idade (60 anos) que Portugal deverá fazer para a vacina contra a Covid-19 da Johnson & Johnson, após a Agência Europeia do Medicamento ter confirmado uma possível ligação entre a toma e a formação de coágulos. Sobre o Plano de Recuperação e Resiliência, António Costa Silva diz que a comissão de acompanhamento deverá poder travar projetos. E o Governo avança com um seguro de crédito de 500 milhões de euros para o mercado nacional.

Portugal vai recomendar vacina da Johnson & Johnson com limite de idade

Depois de a Agência Europeia do Medicamento ter sustentado a confiança na vacina da Johnson & Johnson, cabe agora aos países definir as recomendações para a sua toma. Em Portugal, deverá ser seguido o procedimento adotado para a vacina da AstraZeneca – recomendando-se a sua administração apenas a indivíduos acima dos 60 anos.Face à exposição da EMA é muito provável que haja uma decisão semelhante à que foi tomada com a vacina da AstraZeneca“, adiantaram fontes ao Diário de Notícias.

Leia a notícia completa no Diário de Notícias (acesso pago)

“Comissão de acompanhamento do PRR deve poder travar projetos”, diz Costa Silva

António Costa Silva vai ser o presidente da comissão de acompanhamento do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e espera ter poderes para conseguir travar projetos, se necessário. Além disso, “pode haver projetos que são executados, depois faz-se o balanço e podem ser corrigidos”, admite. Para o autor da visão estratégica que antecedeu o plano é necessário “descobrir modelos que assegurem a participação dos cidadãos, dos interlocutores, dos atores, na execução destes programas“. Em entrevista ao Jornal de Negócios, o gestor diz que é preciso deixar as “lutas partidárias” de lado e contribuir para um consenso nacional na execução deste plano.

Leia a notícia completa no Jornal de Negócios (acesso pago)

Vendas no mercado nacional vão ter seguro de crédito de 500 milhões

O seguro de crédito para as vendas das empresas no mercado nacional — uma medida que constava do Programa de Estabilização Económica e Social (PEES) de junho de 2020 — vai concretizar-se agora. Este é um mecanismo semelhante ao atribuído às exportadoras, sendo que esta cobertura irá até a um máximo de 500 milhões de euros. Esta medida irá ajudar dezenas de milhares de empresas nas vendas no mercado interno, evitando a exigência de pagamentos antecipados ou pronto-pagamento.

Leia a notícia completa no Público (acesso pago)

Recorde de novos mestrados para atrair alunos estrangeiros

A decisão do Governo de colocar um fim nos estudos integrados das universidades faz disparar o número de cursos disponibilizados em Portugal. Entre eles, registou um número recorde de cursos de mestrados, com o intuito de chamar à atenção de estudantes provenientes de países estrangeiros. Recentemente, a Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior recebeu já um total de 121 pedidos de validação.

Leia a notícia completa no Jornal de Notícias (acesso pago)

Ativista que interrompeu António Costa acusado de desobediência qualificada

O Ministério Público acusou o ativista Francisco Pedro de desobediência qualificada, por ter interrompido um discurso do primeiro-ministro, tirando-lhe o microfone, no jantar de aniversário do Partido Socialista de 23 de abril de 2019, como forma de protesto contra a construção do aeroporto no Montijo. Um crime que pode envolver uma pena de prisão que pode ir até aos dois anos. “Parece-me claro que há uma tentativa de tentar castigar quem ousa bater-se por aquilo em que acredita, por uma causa justa”, disse à Renascença o ativista do movimento Extinction Rebellion Portugal.

Leia a notícia completa na Renascença (acesso livre)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Hoje nas notícias: Janssen, PRR e seguro de crédito

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião