A1 passa a ter em Santarém o primeiro posto ultrarrápido da BP e EDP. Dá para carregar o carro em 10 minutos

Com este carregador ultrarrápido, de 150kW, é possível carregar o equivalente a 100 quilómetros de autonomia em menos de dez minutos, diminuindo o tempo de paragem, prometem bp e EDP.

Depois de na semana passada terem sido inaugurados os primeiros quatro postos de carregamento elétrico ultrarrápidos da Cepsa e da Ionity na nova rede Via Verde Electric da Brisa, localizados na área de serviço de Almodôvar na A2, esta semana é a vez do principal eixo rodoviário entre Lisboa e o Porto — onde passam por dia 26 mil carros — ganhar o seu primeiro carregador ultrarrápido para veículos elétricos da bp e da EDP.

Em comunicado, as duas empresas anunciaram que já estão então operacionais na Autoestrada do Norte os primeiros dois pontos de carregamento rápido e ultrarrápido da parceria entre a bp, a Brisa e a EDP Comercial, no âmbito da rede Via Verde Electric. Os carregadores foram instalados na Área de Serviço de Santarém, apenas no sentido Norte/Sul, “uma localização estratégica entre as duas principais cidades do país, Lisboa e Porto”.

Para os clientes da empresa com contrato para mobilidade elétrica, a EDP assinala a inauguração do primeiro posto ultrarrápido na A1 com 25% de desconto no carregamento até ao final de junho. A EDP Comercial já emitiu mais de 25 mil cartões para utilização na rede MOBI.E, que já foram utilizados para fazer mais de 140 mil carregamentos, evitando a emissão de 1.200 toneladas de CO2 para o planeta. Para 2021, a empresa quer ter mais de 1.000 pontos de carregamentos em todo o país.

“É agora mais fácil, cómodo e previsível para os utilizadores de mobilidade elétrica percorrerem longas distâncias, fora dos centros urbanos. Com o carregador ultrarrápido, de 150kW, é possível carregar o equivalente a 100 quilómetros de autonomia em menos de dez minutos, diminuindo de forma significativa o tempo de paragem. Este é o primeiro carregador ultrarrápido da bp e da EDP em Portugal”, explicaram as empresas, informando que no mesmo local foi também instalado um carregador rápido, de 50kW, que permite o carregamento simultâneo de duas viaturas, em corrente contínua e corrente alternada.

Até ao final de 2021, a rede Via Verde Electric terá um total de 82 carregadores em 40 áreas de serviço da Brisa, sendo que a bp e a EDP Comercial esperam equipar mais quatro áreas de serviço com carregadores rápidos e ultrarrápidos, na A1 e na A2, “assegurando desta forma que há mais e melhores opções de carregamento elétrico a Norte e a Sul, em dois dos principais eixos rodoviários”. Todos os equipamentos estarão ligados à rede pública MOBI.E.

Para a bp, a inauguração destes pontos de carregamento constitui “um marco importante na política de sustentabilidade, que tem vindo a trabalhar para criar soluções energéticas alternativas ou produtos com consumos mais eficientes, com vista à redução das emissões de carbono”. “Em Portugal há 92 anos, a bp é hoje uma empresa integrada de energia focada no fornecimento de soluções para os clientes e tem como compromisso tornar-se numa empresa com zero emissões líquidas de carbono até 2050”, frisou a petrolífera em comunicado.

A rede Via Verde Eletric é a resposta da Brisa à necessidade de acelerar a descarbonização do tráfego rodoviário, através da facilitação da mobilidade elétrica. Até ao final de 2021, com a bp e a EDP, e com os restantes parceiros da Via Verde Electric, todas as autoestradas da Brisa estarão servidas por um total de 82 postos de carregamento rápido e ultrarrápido (dos 50kW aos 350kW), instalados em 40 áreas de serviço. Até ao verão deste ano, já será possível atravessar por autoestrada o país, de norte a sul, num carro elétrico, com total segurança e conforto de carregamento. A Brisa tem como objetivo atingir a neutralidade carbónica até 2045.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

A1 passa a ter em Santarém o primeiro posto ultrarrápido da BP e EDP. Dá para carregar o carro em 10 minutos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião