Berlim vê com “crescente otimismo” evolução económica para o resto do ano

  • Lusa
  • 13 Maio 2021

Relatório recorda que a economia alemã se contraiu 1,7% no primeiro trimestre do ano, depois de ter terminado 2020 com um recuo 4,8% do PIB.

O Governo alemão vê com “crescente otimismo” a evolução económica para o resto do ano, embora a condicione à consolidação da tendência positiva da luta contra a pandemia da Covid-19.

A aceleração da vacinação e a evolução da economia global dão um otimismo crescente“, afirma o Ministério da Economia alemão no seu relatório mensal de maio, divulgado esta quinta-feira. No entanto, esta situação mantém-se dependente da persistência de desenvolvimentos positivos na luta contra a pandemia observada nas últimas semanas.

O relatório recorda que a economia alemã se contraiu 1,7% no primeiro trimestre do ano, depois de ter terminado 2020 com um recuo 4,8% do Produto Interno Bruto (PIB), a maior contração do PIB alemão desde 2009 (- 5,7%).

No final do primeiro trimestre começaram a aparecer sinais de recuperação na produção industrial, embora não em todos os setores e agora espera-se que a tendência para a recuperação continue, também no que diz respeito ao mercado de trabalho.

As exportações, o motor tradicional da economia alemã, começaram a mostrar estes sinais de recuperação a partir de março, com um crescimento de 0,9% face ao mês anterior.

O otimismo referido no relatório coincide com a tendência consolidada para a diminuição da incidência de contágios e a retirada progressiva das restrições. Também a campanha de vacinação ganhou ritmo e 28,5 milhões de cidadãos já receberam uma primeira dose – 34,3% do total –, enquanto 8,3 milhões – 10,1% – já tomaram as duas doses.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Berlim vê com “crescente otimismo” evolução económica para o resto do ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião