BCE dá luz verde à equipa de António Ramalho no Novo Banco

Mandato, que se iniciou em 2021 e vai durar até 2024, estava ainda a aguardar aprovação dos reguladores, que já foi concedida.

Os gestores do Novo Banco já têm autorização fit and proper das entidades reguladoras. Apesar de o mandato já ter começado já cinco meses, só agora é que o banco liderado por António Ramalho recebeu luz verde do Banco Central Europeu (CMVM), confirmando assim a equipa em funções, segundo anunciou em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“No seguimento do comunicado de 22 de outubro de 2020 e das autorizações das entidades reguladoras competentes (fit and proper), o Novo Banco, S.A. informa sobre os membros dos órgãos sociais para o quadriénio 2021-2024″, anunciou ao mercado, confirmando a informação que estava a aguardar ok de Frankfurt.

O Conselho de Administração Executivo é liderado pelo CEO António Ramalho, que tem como CFO Mark Bourke. Além destes, Rui Fontes é o chief risk officer e Luísa Soares da Silva é a chief legal and compliance officer. Há ainda dois chief commercial officers: Luís Ribeiro tem responsabilidade do negócio do retalho e Andrés Baltar Garcia de corporate.

Já o Conselho Geral e de Supervisão tem como presidente Byron Haynes e como vice-presidente Karl-Gerhard Eick. É ainda composto por Donald Quintin, Kambiz Nourbakhsh, Mark Coker, Benjamin Dickgiesser, John Herbert, Robert A. Sherman, Carla Antunes da Silva e William Henry Newton.

O banco anunciou também esta segunda-feira que teve um lucro de 70,7 milhões de euros no primeiro trimestre do ano, que compara com os prejuízos de 179,1 milhões registados no mesmo período de 2020. Trata-se do primeiro resultado positivo do banco desde 2018, sendo que António Ramalho já tinha prometido que a instituição ia começar a dar lucros logo a partir de janeiro deste ano, depois de terminada a fase de reestruturação em 2020.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCE dá luz verde à equipa de António Ramalho no Novo Banco

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião